×
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
3 de out. de 2017
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

As muitas cores da Hermès

Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
3 de out. de 2017

A forma como uma marca usa o espaço de seu desfile é sempre muito reveladora. Ela fala muito sobre como seus líderes vêem sua marca. Esse foi o caso da Hermès, que apresentou uma coleção hiper refinada dentro do Palais de Chaillot.


Photo: PixelFormula


Muitas grandes marcas escolheram essa localização, com sua grandeza modernista e gigantes janelas com vista deslumbrante da Torre Eiffel. No entanto, para citar um exemplo, Giorgio Armani cobriu a vista com uma caixa preta gigante; Hermès, por sua vez, construiu um espaço etéreo, branco, abafando a vista com persianas e criando uma passagem de xadrez através da qual os convidados tiveram que passar como se fossem figurantes da THX1138. De uma série de alto-falantes, um locutor sério recitou um monólogo de Jarvis Cocker sobre as cores-chave da casa.

No interior, reinou um silêncio muito agradável, uma vez que, para exacerbar a atmosfera de serenidade lânguida do desfile, todos os fotógrafos - um maravilhoso grupo de pessoas, mas talvez não muito silenciosos - ficaram reclusos em outra sala. Em meio a este cenário espiritual, a designer Nadège Vanhée-Cybulski apresentou uma coleção sutil, marcada por um refinamento e sofisticação. Casacos longos, aventais com xadrez escocês suave; blazers ajustados e curtos de cor amarelo-claro; ou belas camisas de jersey de seda com estampa Grand Manège.

Ela mostrou os recursos da marca com segurança, seja com uma jaqueta ultra-violeta de nobuck que exalava riqueza, ou uma saia de couro trançada que falava por si só sobre a qualidade única do ateliê da Hermès. Difícil, até mesmo impossível, encontrar uma única falha de gosto ou qualidade ao longo da coleção. Além disso, os acessórios - notadamente um modelo fascinante com salto metálico retangular - foram todos muito impressionantes. No entanto, há apenas uma dúvida: mesmo que entendamos que Hermès se dirige aos ricos, é lamentável que essas roupas não respondam exatamente às necessidades da mulher moderna.
 
Uma coleção em total harmonia com o DNA e a imagem da casa - mas talvez um pouco menos de acordo com a forma como as mulheres vivem hoje.

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.