×
Publicado em
8 de set. de 2014
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

As marcas de luxo e da moda saem à conquista do mundo

Publicado em
8 de set. de 2014

O setor do luxo teria a fibra exploradora? Segundo o estudo anual da consultoria CBRE, batizado de “Até qual ponto a atividade do varejo se modernizou?”, as marcas do luxo e da moda de alta gama foram as mais ofensivas na abertura de lojas em novas cidades no ano de 2013.

A grife Alexander McQueen instalou-se em Dallas em 2013. Imagem: Alexander McQueen.


Nos 61 países levantados pelo estudo, os 334 varejistas internacionais sondados efetuaram, no total, 30% de inaugurações a mais em novas cidades, em 2013, em comparação com o ano de 2012.

E, no rol desta bela expansão, as marcas de luxo e de moda de alta gama representaram 24% de todos os protagonistas. No continente americano, o peso delas chegou a representar até mesmo 32%.

O estudo explica que havia uma nova demanda por parte dos consumidores americanos, com Dallas registrando a chegada de oito novas marcas deste segmento, Chicago 7 e São Francisco 6. Na América Latina, as cidades do Rio, Santiago do Chile, São Paulo e Lima também receberam inaugurações.

Na Europa, o peso das marcas de alta gama é de 24%, com um mercado alemão particularmente dinâmico. Ao passo que na Ásia, com 21%, os protagonistas foram privilegiados muito mais com o desenvolvimento da sua oferta que do crescimento da sua marca de varejo.

Butique Louis Vuitton de Munique, inaugurada em 2013. Foto: Louis Vuitton.


Mas, em termos de varejo, são claramente as marcas de moda que puxaram os crescimentos internacionais. As marcas de mobiliário e de lojas de departamentos (7%), os materiais de construção e acabamento (12%), a eletrônica (1%), os supermercados e os outros especialistas (10%) são bem menos ofensivos que os atores do universo têxtil.

No acumulado, com as diferenças de posicionamentos, o setor representa 68% das inaugurações de lojas realizadas em novas cidades do painel CBRE em 2013.

A leitura do top 10 dos varejistas mais ativos confirma esses dados. Michael Kors, em plena expansão internacional, se distancia na ponta junto com a Zara Home. Seguem H&M, Desigual, Superdry, Victoria’s Secret, & Other Stories e Hollister.

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.