×
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
14 de mar. de 2022
Tempo de leitura
4 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

As 10 tendências de moda feminina para o inverno 2022/23

Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
14 de mar. de 2022

Com o fim da pandemia à vista e o retorno aos desfiles físicos, as Semanas de Moda foram interrompidas pela guerra na Ucrânia, pondo fim a qualquer ambiente festivo. Concebidas para marcar a volta aos negócios e à normalidade, agora carregada de novas incertezas, as coleções para o outono-inverno 2022/23 foram claramente divididas entre um guarda-roupa confortável e prático, com destaque para os ternos, alfaiataria e os casacos grandes e envolventes, e uma gama muito mais festiva e sexy, cheia de cor, exacerbando uma feminilidade que permaneceu "enclausurada" por dois anos, como pôde ser visto nas passarelas de Nova York, Londres, Milão e Paris, de 11 de fevereiro a 8 de março de 2022.


Peter Do, outono-inverno 2022/23 - PixelFormula


1. Alfaiataria


 
Há várias temporadas, as roupas esportivas estão em declínio nos guarda-roupas femininos. A tendência se acentua à medida que emergimos da pandemia. Após dois anos de loungewear forçado diante do confinamento, as mulheres querem sentir que estão bem vestidas. Uma sensação marcada pela volta do vestuário estruturado. Ternos, jaquetas e casacos grandes, cortados em tweeds e lãs finas e masculinas são onipresentes. Especialmente em volumes soltos e confortáveis, mas ao mesmo tempo elegantes.


Jil Sander, outono-inverno 2023/23 - © PixelFormula


2.  Silhueta ampulheta



Este fio condutor de alfaiataria expressa-se em particular através da silhueta ampulheta, símbolo de feminilidade por excelência. Mas essa morfologia, altamente codificada especialmente na década de 50, modernizou-se com ombros mais largos, cintura mais estreita e volumes salientes nas laterais. Muitos designers apresentaram essa silhueta em jaquetas, mas também em vestidos e espartilhos, começando com Dior, que revisou seu "New Look", seguida por Sportmax, Courrèges, Jil Sander, Proenza Schouler e N°21.


Ester Manas, outono-inverno 2023/23 - © PixelFormula

 

3. Espírito boudoir


 
Além da alfaiataria, importante em todas as coleções, a lingerie e inúmeras peças ultrafemininas estão de volta, feitas em muitos tules e transparências. O body, o espartilho, o bustiê, o babydoll, assim como o macacão justo tipo catwoman visto no verão passado, estão em alta, sem esquecer o sutiã, que agora substitui o corpete, bem visível, em todos os decotes. Observa-se o trabalho espasmódico dos estilistas para desenhar novos e generosos decotes. O conjunto é realçado por sapatos com plataformas oversized, que, após sua incursão no verão de 2022, também entram no guarda-roupa de inverno.


Diesel, outono-inverno 2023/23 - © PixelFormula

 

4. Minissaia


 
Neste inverno pós-pandemia de 2022/23, um novo visual, mais livre e descontraído, é mais importante do que nunca, com mulheres que se vestem radicalmente sexy, da forma que quiserem. Nesse contexto, a saia, símbolo de muitas batalhas, é encurtada ainda mais até o limite das nádegas, combinadas com botas de cano alto ou maxi casacos.


Simone Rocha, outono-inverno 2023/23 - © PixelFormula


5. Meias de lã



Esse desejo de provocar e brincar com os limites remete a uma atitude de adolescentes rebeldes. Os designers obviamente tentam seduzir. Muitas coleções têm como alvo a geração Z através de um guarda-roupa de colegial (visto no inverno passado), com meias até o joelho, meias de lã e polainas até à coxa (Chanel) ou meias opacas em cores vivas para usar tom sobre tom com mini peças de vestuário.



Acne Studios, outono-inverno 2022/23 - © PixelFormula


6. Regata


 
Vista em muitas passarelas, a regata em malha com gola redonda e alças grossas se mostra extremamente chique e é, sem dúvida, a peça essencial no guarda-roupa do próximo inverno. De preferência em sua versão clássica, ou seja, a regata básica branca de algodão, para ser usada com jeans, calça de couro ou saia, para um look simples, mas muito cool.
 

Coperni, outono-inverno 2022/23 - © PixelFormula


7.  Cabeça enrolada na roupa


 
Esse aspecto típico de adolescente, que joga a jaqueta por cima da cabeça, deixando-a totalmente coberta e integrada à roupa, foi explorado por diversos designers. Além do aceno para consumidores mais jovens, podemos ver nessa tendência, que nem sempre é a mais prática ou a mais estética, uma busca por proteção. A vestimenta, colocada sobre a cabeça, envolve toda a parte superior do corpo, tomando a forma de um triângulo, como uma tenda.
 
Esse trabalho de morfologia, escondendo em particular o pescoço e parte da cabeça, foi iniciado em janeiro por Viktor & Rolf, durante a Semana da Alta-Costura, com silhuetas com golas desproporcionalmente altas. Nesta temporada, foi desenvolvido pela Coperni, Dolce & Gabbana e Richard Quinn.


GCDS, outono-inverno 2022/23 - © PixelFormula

 

8. Lana rizada


 
O tema proteção também se expressa através dos volumes, em particular nos casacos muito longos e fluidos e formas de casulo, através dos vestidos e peças de vestuário com efeito de lã. Esta é trabalhada com todo o tipo de técnica, substituindo cada vez mais as peles finas, banidas pela maioria das marcas. Muitas vezes com um efeito Yeti.


Chanel, outono-inverno 2022/23 - © PixelFormula


9. Botas altas


 
Este é o acessório indispensável para o inverno 2022/23. Na versão dominatrix em couro com amarrações (Ambush, Del Core), guerreira ou cavaleira com botas de sete ligas (Balenciaga, Isabel Marrant, AC9), sexy em couro ou látex preto ou vermelho (Act N°1, Andreadamo, GCDS, Courrèges, MM6), (Emporio Armani, Ermanno Scervino, Givenchy) ou em grandes botas de pescador (Chanel), o calçado está por toda parte, e é também oferecido em cores, tecidos para estofados, camurça, tons de prata, com bordados, etc.
 

Bottega Veneta, outono-inverno 2022/23 - PixelFormula


10. Maxi clutch



As bolsas liliputianas estão prestes a ser suplantadas por uma nova e igualmente desejável “it bag”: a clutch gigante. Este quadrado grande, macio e em forma de almofada, para ser carregado na mão ou debaixo do braço, apareceu na Calcaterra, Acne Studios, Bottega Veneta, Diesel, Sportmax e Gauchère, entre outras.

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.