×
829
Fashion Jobs
GRUPO BOTICARIO
Consultor Comercial jr
Efetivo - CLT · CURITIBA
GRUPO BOTICARIO
Cientista de Dados CRM vd sr
Efetivo - CLT · Curitiba
RENNER
Gerente de Marketing - Marca e Sustentabilidade
Efetivo - CLT · Porto Alegre
RENNER
Gerente de Marketing e Analytics
Efetivo - CLT · Porto Alegre
AMARO
Tech & Data Business Partner
Efetivo - CLT · São Paulo
CHILLI BEANS
Supervisor de Vendas no Varejo - Chilli Beans
Efetivo - CLT · São Paulo
CAMICADO
Buyer
Efetivo - CLT · São Paulo
CAMICADO
Buyer
Efetivo - CLT · São Paulo
RENNER
Analista de Produto - Licenciados
Efetivo - CLT · Porto Alegre
RENNER
Comprador
Efetivo - CLT · Porto Alegre
AMARO
SEO Analyst
Efetivo - CLT · São Paulo
CAMICADO
Supervisor de Vendas - Tijuca/rj
Efetivo - CLT · Rio de Janeiro
RENNER
Analista de RH - Business Partner
Efetivo - CLT · Porto Alegre
CAMICADO
Supervisor de Vendas e Operação de Loja - Brasília
Efetivo - CLT · Brasília
RENNER
Encarregado de Logistica E-Commerce
Efetivo - CLT · Rio de Janeiro
GRUPO BOTICARIO
Analista Gestão de Riscos Csc pl
Efetivo - CLT · Curitiba
RENNER
Supervisor de Vendas| Sobral Shopping - ce
Efetivo - CLT · Sobral
RENNER
Supervisor de Vendas| Imperial Shopping - Imperatriz ma
Efetivo - CLT · Imperatriz
RENNER
Supervisor de Vendas| Shopping Golden Calhau - São Luís
Efetivo - CLT · São Luís
RENNER
Supervisor de Vendas| São Luís Shopping
Efetivo - CLT · São Luís
RENNER
Supervisor de Vendas| Natal Shopping
Efetivo - CLT · Natal
RENNER
Supervisor de Vendas| Sobral Shopping - ce
Efetivo - CLT · Sobral

As 10 principais tendências dos desfiles de Paris

Por
Terra
Publicado em
today 12 de out de 2009
Tempo de leitura
access_time 5 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Paris encerrou nesta quinta-feira a temporada internacional de desfiles verão 2010. Entre as 101 coleções apresentadas em nove dias de evento, há menos cores do que nos desfiles de Nova York e Milão e os comprimentos aparecem mais comportados.


Givenchy primavera/verão 2010 Foto: Pixel Formula


Em geral, as coleções são bem jovens, tanto na aparência como nas peças. O uso de muitos acessórios também reforça essa jovialidade.

Sobreposições, transparências e bordados ou aplicações se misturam a babados, pregas e drapeados. A alfaiataria ganha muito espaço, mas de maneira renovada, com destaque para as calças de cintura alta e volume nos quadris.

O paletó e a camisa branca perdem o status de peças básicas e surgem em versões como vestidos, maxicaftãs, shorts e coletes.

Confira as 10 principais propostas para a temporada:

1. Paletó e camisa
Pelo que se viu nos desfiles, o tal paletó boyfriend teve vida curta e voltam os modelos mais ajustados e curtos. Mas a grande novidade é que a peça ganha status e serve de base para a criação de vestidos ou conjuntinhos mais frescos, acompanhando a estação.

O smoking também aparece, como na coleção da Yves Saint Laurent numa versão short e colete. A mesma marca aposta em jaquetas-camisa.
A coleção de Hussein Chalayan tem como principal inspiração o paletó e a camisa branca. Preto e branco predominam com pitadas de azul-marinho.

Karl Lagerfeld apresentou paletós e camisas combinados com echarpes usadas como gravatas. Quem também transformou a peça foram as marcas Lei Feu, Valerie Hash, Marco Zanini, da Rochas, Martine Sitbon, da Rue Du Mail, e Tim Van Steenbergen.


2. Vestidinho drapeado
Nos desfiles de Paris, o modelo bandagem, que se tornou novo ícone fashion, aparece um pouco menos justo. Com exceção do desfile de Emanuel Ungaro, assinado também pela atriz Lindsay Lohan, as peças com efeitos drapeados são as que predominam. Marcel Marongiu fez para Guy Laroche; Elie Saab renovou seus modelos de festa com o efeito, que também aparece nas coleções da Givenchy e da Lanvin.


3. Flores
A inspiração vai do romântico ao campestre, mas as flores predominam. Seja nas estampas, recortes, bordados ou aplicações. Os estilistas Maria Grazia Chiuri e Pier Paolo Piccioli apostam na figura em estampas em preto e branco. Já a coleção da Valentino apresentou bordados. O estilista Giambattista Valli aplicou flores de tule em saias e vestidos, criando volumes com o material.

Até a coleção gótica criada por Ricardo Tisci para Givenchy destaca flores em bordados ou recortes. E Karl Lagerfeld mostrou uma série de vestidos floridos no desfile da Chanel, todo em clima campestre.


4. Novo étnico
A mistura de estampas já não fica restrita a referências a povos africanos ou orientais. Flores, listras e xadrezes aparecem nas combinações indicando que étnico significa ser cidadão do mundo e usar de tudo, do clássico aos achados de viagem. Assim foi a coleção de Dai Fujiwara para Issey Miyake e de Antonio Marras para Kenzo. Já Dries van Noten foi buscar inspiração no Oriente com peças soltas e bordadas.

Outra proposta de étnico aparece ainda com a estilista Vivienne Westwood que mistura de tudo e usa a roupa com panfleto de suas convicções políticas, sociais e ambientais. Na coleção dela, até avental entra nos looks.


5. Brilho
Albert Elbaz apresentou looks totalmente cobertos de paetês na coleção criada para Lanvin. O mesmo fez Alexander McQueen com suas modelos extraterrestres. Miuccia Prada aplicou detalhes de brilho sobre tule transparente no colo, mangas, golas ou no corpo todo na coleção apresentada para a Miu Miu. No desfile do libanês Elie Saab aplicações de brilho fazem as vezes de ombreiras ou grandes bolsos nos vestidos. E quando as coleções não traziam bordados, os tecidos apareciam luminosos.


6. Lingerie
Jean Paul Gaultier reedita seus sutiãs de bojo estruturado na coleção criada para sua marca própria. Nem tão explícitas, as referências à lingerie aparecem em quase todas as coleções com transparências. Destaque para a nova linha da Christian Dior, que coloca peças íntimas combinadas com jaquetas acinturadas. Sophia Kokosalaki, Stella McCartney, Maison Martin Margiela, entre outras marcas de estilos completamente diferentes trazem looks inspirados na moda íntima.


7. Ombros marcados
Quase todo mundo fez, com mais ou menos volume. Balmain, que tornou suas jaquetas de ombros volumosos referência para diversas marcas, ainda aposta na peça. E a proposta não fica apenas nos casacos. Aparecem nos paletós de Stella McCartney, vestidos de RM by the designer Roland Mouret, camisas de Karl Lagerfeld, cardigãs de Sonia Rykiel, capas de Gareth Pugh...


8. Volume nos quadris
Apesar de vestidos justos e calças skinny, que ainda predominam em algumas coleções, os quadris ganham novas dimensões, seja nas pregas de calças e saias ou na modelagem, que amplia os quadris de maneira não-natural, como mostra Hussein Chalayan ou Giambattista Valli.


9. Esporte
A mistura de peças e sobreposições, com referências diversas, predominam nas coleções e isso vem do esporte. John Galliano colocou peças de elastano embaixo de vestidos transparentes, deixando as modelos com cara de nadadoras que se vestiram para ir ao cabaré. Já a coleção da Hermès foi inspirada no universo do tênis e destaca cardigãs de vários comprimentos.

A coleção de Jean Paul Gaultier foi inspirada no gênero musical rap, e trouxe peças esportivas sobrepostas de maneira irreverente. Amarrações e cós deslocados predominam no desfile da dupla Marithe & Francois Girbaud.


10. Tons neutros
Aparece, sim, uma cor e outra ali, e estampas fortes, como nos desfiles de Stella McCartney, Cacharel, Maison Martin Margiela. Mas, segundo a maioria das propostas apresentadas em Paris, o verão terá preto, branco, cinza e nude. Os tons de pele ainda aparecem fortes em looks totais.

Michelle Achkar

Copyright © 2020 Terra. Todos os direitos reservados.