×
140
Fashion Jobs
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
23 de jan de 2020
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Armani Privé apresenta uma coleção Ikat para o Oscar

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
23 de jan de 2020

Um dos principais argumentos para assistir aos desfiles de alta costura de janeiro em Paris é poder ver, com exclusividade,  como as estrelas de cinema poderão aparecer um mês depois do Oscar.


Giorgio Armani Privé - primavera-verão 2020 - Alta Costura - Paris - © PixelFormula


Algo duplamente verdadeiro no caso da Armani Privé, se tivermos em conta o impressionante histórico de Giorgio Armani a vestir vencedores do Oscar e centenas de participantes dos prêmios da academia.
 
Embora a temperatura abaixo dos zero graus na noite de terça-feira em França tenha tornado difícil pensar na ensolarada Califórnia. No entanto, uma primeira fila com Reese Witherspoon, Juliette Binoche e Guillaume Canet tornou impossível esquecer a cerimónia de entrega de prêmios.

Giorgio abriu o desfile em força com uma coleção de fatos realmente elegantes, casacos de seda otomana adornados com cristais cor de pedra e boleros de jacquard de seda com desenho em zigue-zague. Todos combinados com calças faille ou tule pelo tornozelo estilo jodhpur. Uma exibição magistral do maior alfaiate vivo da moda, suavizada pelos padrões florais abstratos de muitas das suas calças. Exótico, mas autoritário.


Giorgio Armani Privé - primavera-verão 2020 - Alta Costura - Paris - © PixelFormula


Nesta temporada, Armani concentrou quase toda a sua coleção em torno do Ikat, analisando subtilmente as diferentes variações do padrão, do tie-dye indonésio às versões do Ikat Samarkand de enlace quadrado mais estreito, passando pelo duplo Ikat do subcontinente indiano.
 
"O Ikat faz parte da Armani. Utilizei vários exemplos num desfile dos anos 80 e foi sempre um tecido que adoro, embora quase nunca o tenha usado tanto quanto hoje", disse Armani antes de posar no backstage com as suas visitas de Hollywood.
 
Tudo tinha um toque muito asiático graças a penteados de geisha e chapéus malásios do tipo songkok. Um pouco demasiado opulento e feliz, dado o extremo rigor que se associa a Armani.

Quase todas as peças foram finalizadas com missangas, cristais e bolas. Algumas roupas tinham tantos fios que parecia difícil as modelos poderem sentar-se.
 
Com a banda sonora do drama flamenco de Musette "Recuerdos de la Alhambra" como fundo, Armani fez uma declaração de moda ousada e colorida. E mostrou as opções ideais para as estrelas durante o próximo mês em Hollywood.

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.