Argentina e Brasil avançam em negociação para facilitar o comércio bilateral

Durante a sessão plenária da VI Reunião da Comissão Bilateral de Produção e Comércio entre Argentina e Brasil, realizada em março deste ano, os países ressaltaram a importância em promover a facilitação do comércio entre ambos, para fortalecer a região. De acordo com o relatório do Ministério da Produção da Argentina, publicado em 21 de março, a relação bilateral é uma prioridade e estratégica para a Argentina, uma vez que o Brasil é seu maior parceiro comercial.


Argentina e Brasil avançam negociação para facilitar o comércio bilateral - El efete

Durante o encontro, o ministro argentino Francisco Cabrera, e Marcos Jorge de Lima, secretário da Indústria, Comércio Exterior e Serviços do Brasil, destacaram a disposição dos dois países de avançar nos planos de trabalho que visam contribuir com a melhoria das operações comerciais bilaterais. 

Ambos destacaram também a importância de promover e incentivar o uso de boas práticas regulatórias, a fim de proporcionar maior transparência em torno do comércio bilateral e na região do Mercosul.

As equipes técnicas de ambos os países analisaram os avanços na facilitação do comércio, das PMEs, do empreendedorismo e inovação; da cooperação regulatória; defesa comercial, serviços; promoção industrial e promoção de exportações e investimentos.

Vale lembrar que, em junho de 2017, os dois países lançaram a plataforma digital Connect Americas, uma comunidade comercial online entre Argentina e Brasil, criada para que as PMEs dos dois países possam fazer alianças estratégicas e gerar negócios para fortalecer o comércio bilateral.

De acordo com o último relatório da Cámara Industria Argentina de la Indumentaria (CIAI), o Brasil foi classificado como o maior comprador de roupas confeccionadas na Argentina durante o mês de Janeiro de 2018, com 22,011 quilos de roupas a 910.647 pesos argentinos. De acordo com o relatório da entidade, o Brasil é o principal importador nas categorias de camisas masculinas, roupas íntimas masculinas, luvas, xales, cachecóis e lenços.

Por outro lado, no primeiro mês de 2018, a Argentina importou do Brasil um total de 564.852 dólares em vestuário, o equivalente a 11.992 quilos. Os produtos mais comprados foram camisetas, leggings e meias.

Na indústria têxtil, o Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil (CICB) revelou que nos dois primeiros meses de 2018 o mercado argentino diminuiu em 29,6% suas compras de couro e pele de origem brasileira. Em termos de valor, esse percentual foi equivalente a 415.994 dólares.

Por sua vez, no setor calçadista, a Argentina é um dos principais destinos dos calçados brasileiros. De acordo com o último relatório da Associação Brasileira da Indústria de Calçados (Abicalçados), no mês de janeiro de 2018, a Argentina comprou 340 264 pares de calçados brasileiros por um total de 5,7 milhões de dólares. Com esse resultado, a Argentina se manteve como o terceiro maior comprador de calçados brasileiros.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirTêxtilIndústria
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER