Apple diz ter tido vendas recordes do Apple Watch, sem mostrar números

As vendas do Apple Watch aos consumidores estabeleceram um recorde durante a primeira semana de compras para as festas, sendo que o trimestre atual segue para ser o melhor de todos para o produto, disse o CEO da Apple, Tim Cook à Reuters.
 
Mas ele não respondeu à questão sobre números específicos das vendas do gadget.
 
Respondendo a um e-mail da Reuters, Cook disse que os números das vendas do gadget – um levantamento de quantas unidades são vendidas aos consumidores, em vez de simplesmente mostrar o quanto está nas prateleiras dos varejistas – atingiram um novo patamar.

AFP

Os comentários de Cook vêm à tona depois de um relatório exibido pela empresa de pesquisa de tecnologia IDC, na segunda-feira, que estimava que a gigante da tecnologia vendeu 1,1 milhão de unidades do Apple Watch durante o terceiro trimestre de 2016, ou seja, 71% menos do que no mesmo trimestre do ano passado. Os comentários oferecem um vislumbre do desempenho do gadget durante o trimestre de festas, que é tipicamente o mais forte para a Apple.
 
"Nossos dados mostram que o Apple Watch está indo muito bem e parece ser um dos presentes de férias mais populares deste ano", escreveu Cook.
 
"Na verdade, durante a primeira semana de compras para as festas, os nossos números sobre o Apple Watch foram maiores do que qualquer semana na história do produto. E, assim como esperávamos, estamos no caminho certo em direção ao melhor trimestre para o Apple Watch", disse o dirigente.
 
A Apple revelou alguns detalhes sobre o desempenho do Apple Watch, seu primeiro novo produto lançado sob a égide de Cook. A companhia não estourou em vendas do gadget no que diz respeito aos seus lucros, em vez disso, colocou-o em uma categoria de "outros produtos", que inclui dispositivos como iPod e Apple TV.
 
Fortes vendas do Apple Watch são esperadas durante o trimestre de festas, uma vez que o dispositivo é um presente mais natural do que alguns dos outros produtos da companhia, como iPhone ou o Mac PC, disse o analista Bob O'Donnell da TECHnalysis. Apple também abaixou o preço do relógio este ano, potencialmente ajudando a comparação das vendas para as festas, observou O'Donnell.
 
A Apple enfrenta uma crescente pressão para mostrar novas fontes de crescimento, já que as vendas do iPhone, força vital da empresa, começam a estabilizar-se. O'Donnell disse que continua cético em relação ao fato de que o Apple Watch possa preencher o vazio, citando a demanda incerta entre os consumidores de relógios inteligentes.
 
"Embora eu não esteja surpreso com o fato de termos tido uma boa semana, ainda há, eu acho, preocupações significativas sobre a categoria", disse.

Traduzido por Anderson Alexandre Da Silva

© Thomson Reuters 2019 Todos os direitos reservados.

CosméticaNegóciosInovações
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER