×
Publicidade
Publicado em
5 de jul. de 2019
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Após pedir recuperação judicial, Grupo Paquetá estuda a venda de ativos

Publicado em
5 de jul. de 2019

Após pedir recuperação judicial no final de junho para renegociar uma dívida de 638,5 milhões de reais, a empresa brasileira Grupo Paquetá The Shoe Company, proprietária das marcas de calçados Paquetá, Gaston, Paquetá Esportes, Esposende, Dumond, Capodarte, Lilly’s Closet, Atelier Mix e Ortopé, está estudando a venda de 67 lojas da Eposende no Nordeste, segundo informações do jornal Valor.


Paquetá


Com sede em Sapiranga, no Rio Grande do Sul, o Grupo Paquetá fatura 1,3 bilhão de reais por ano. Mas, nos últimos anos, a companhia sofreu com a crise econômica brasileira e os novos concorrentes, o que levou a se reestruturar e encerrar suas operações no Rio de Janeiro e Argentina, bem como uma fábrica na República Dominicana. Este ano, a empresa demitiu 60 funcionários de sua sede e, em 2018, o total demissões em todas as unidades foi de 600 funcionários.

No entanto, ao que parece, as medidas não foram suficientes e a empresa apresentou pedido de recuperação judicial. O objetivo da companhia é para encontrar novos investidores para ajudar no processo de reestruturação das dívidas, mas ela também está avaliando a venda, divisão, permuta ou algum outro tipo de negociação dos ativos, segundo informou o Valor, que conversou com advogados que estão assessorando a companhia.

O Grupo Paquetá foi criado 1945 e tem mais de 10 mil funcionários, onze fábricas, mais de 350 lojas e produz mais de 12 milhões de pares de calçados por ano. A empresa também fabrica calçados para marcas como Asics, Adidas e Nike, e acessórios femininos para a marca americana Tory Burch. Cerca de 30% de sua produção é exportada para 14 países. 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.