×
879
Fashion Jobs
keyboard_arrow_left
keyboard_arrow_right

Após atrasos, Amazon.com inicia venda direta no Brasil

Por
Reuters API
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
today 22 de jan de 2019
Tempo de leitura
access_time 2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Depois de meses de atrasos causados ​​por uma logística complicada e um sistema tributário altamente complexo, a Amazon.com está lançando a sua tão esperada rede interna de atendimento e entrega no Brasil.



A Amazon disse que irá vender diretamente 11 categorias de mercadorias de mais de 800 fornecedores, como L'Oréal e Black & Decker, a partir desta terça-feira (22).

Espera-se que essa mudança da Amazon, passando a estocar e entregar os produtos, faça com que aumente a competição pela entrega rápida de artigos na maior economia da América Latina, à medida que o país sai de uma dolorosa recessão.

"Estamos lançando (nossa plataforma de vendas diretas) com 320 mil produtos diferentes em estoque, incluindo 200 mil livros. Nossa obsessão é sempre aumentar esse catálogo e ter tudo o que os consumidores brasileiros buscam e querem comprar na internet", disse Alex Szapiro, country manager da Amazon à Reuters.

Em novembro, a Reuters informou que a tentativa da Amazon de avançar com seu programa Fulfillment by Amazon enfrentou dificuldades, como o sistema tributário do país, a logística complicada e as relações difíceis com alguns fornecedores importantes. 

"Como em qualquer negociação, você quer acertar os melhores termos possíveis", disse Szapiro quando questionado sobre o tom das conversas com os fornecedores, sem entrar em detalhes.

A Amazon entrou no mercado brasileiro sem muito alarde em 2012, vendendo livros e, em seguida, transmitindo filmes online. A empresa fez sua primeira grande investida em mercadorias em outubro de 2017, quando começou a oferecer o uso de seu site brasileiro a comerciantes terceirizados para vender produtos eletrônicos.

A empresa não revela quantos vendedores tem em seu marketplace, que expandiu lentamente no ano passado, adicionando novas categorias enquanto estabelece a base para uma plataforma de vendas diretas.

Como parte do programa de atendimento, a Amazon alugou um depósito de 47.000 metros quadrados fora de São Paulo, como reportado pela Reuters há quase um ano.

Szapiro, que já trabalhou como country manager da Apple no Brasil, não quis informar o valor que a empresa está investindo no novo centro de distribuição, nem quantas pessoas está contratando, mas disse que a Amazon emprega direta e indiretamente mais de 1.400 pessoas no Brasil.

Em um relatório publicado na segunda-feira (21), analistas do banco de investimentos BTG Pactual afirmaram que o esperado lançamento de vendas diretas indica que a empresa está pronta para "fortalecer os investimentos, potencialmente por meio de mais parcerias com operadores de entregas e transportadoras".

Apesar do banco prever que a Amazon deve adotar uma "abordagem gradual" e provavelmente vender "uma participação de mercado de dois dígitos", as ações de varejistas brasileiras reagiram negativamente ao relatório do BTG, com a B2W, Magazine Luiza, e Lojas Americanas entre as maiores perdedoras na sessão de segunda-feira.

© Thomson Reuters 2019 All rights reserved.