×
160
Fashion Jobs
L'OREAL GROUP
Analista de Business Intelligence Pleno - Divisão Grande Público
Efetivo - CLT · Rio de Janeiro
INTJOBS
Missão Humanitária Internacional de Saúde: Todas as Especialidades
Efetivo - CLT · RIO DE JANEIRO
PUMA
IT Infrastructure Specialist
Efetivo - CLT · São Paulo
CAEDU
Analista de Produtos Financeiros pl
Efetivo - CLT · São Paulo
PUMA
Key Account Manager
Efetivo - CLT · São Paulo
CAEDU
Analista CRM pl - Segmentação
Efetivo - CLT · São Paulo
VIVARA
Aprendiz Comercial - Shopping Cidade de São Paulo
Efetivo - CLT · São Paulo
VIVARA
Aprendiz Comercial - Center Shopping Uberlândia
Efetivo - CLT · Uberlândia
VIVARA
Aprendiz Comercial - Shopping Del Rey
Efetivo - CLT · Belo Horizonte
VIVARA
Aprendiz Comercial - Shopping Uberaba
Efetivo - CLT · Uberaba
AMARO
Compliance Analyst
Efetivo - CLT · SÃO PAULO
MARISOL
Banco de Talentos - Desenhista
Efetivo - CLT · Jaraguá do Sul
MARISOL
Auxiliar de Estilo
Efetivo - CLT · Jaraguá do Sul
L'OREAL GROUP
Formador(a) Sênior
Efetivo - CLT · São Paulo
MARISOL
Operador Beneficiamento - Acabamento de Malhas
Efetivo - CLT · Jaraguá do Sul
CAEDU
Analista de Atração e Seleção jr
Efetivo - CLT · São Paulo
CAEDU
Jovem Aprendiz
Efetivo - CLT · Cajamar
AMARO
Gerente de Loja Campinas
Efetivo - CLT · Campinas
L'OREAL GROUP
Analista de Laboratório (Hair da)
Efetivo - CLT · Rio de Janeiro
L'OREAL GROUP
Operações - Analista de Transporte Outbound
Efetivo - CLT · Rio de Janeiro
L'OREAL GROUP
Coordenador de Jbp - Divisão Grande Público
Efetivo - CLT · Rio de Janeiro
L'OREAL GROUP
Analista de Laboratório (Fotoproteção)
Efetivo - CLT · Rio de Janeiro
Por
Europa Press
Publicado em
29 de jul de 2015
Tempo de leitura
3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Amsterdã recebe exposição sobre a origem das revistas de moda

Por
Europa Press
Publicado em
29 de jul de 2015

Nova York (TRENDSmérica) – As tendências, da mesma forma que o fazem os designers, vão e vêm, no entanto, algo que sempre foi uma constante foram as revistas de moda, uma fonte de informação utilizada por mulheres de todo o mundo, mesmo antes da própria invenção da fotografia.

Fotos: The origin of fashion magazines


Num sentido restrito, poderíamos definir que a moda surge a partir do século XIV. Momento no qual se incrementa a variedade de peças utilizadas pelas mulheres. Até então, a moda ficava reduzida à classe social à que pertencia, questão que não permitia uma grande margem à imaginação.
 
O povo olhava para o burguês, este à nobreza e este último à família real. Deste modo, criavam-se as tendências, através da imitação da classe social superior.

Embora isto tenha se prolongado assim durante muitos séculos, um número maior de fashionistas quis enviar seus desenhos às pessoas.

Em uma época na qual a fotografia não existia ou encontrava-se num processo ainda muito experimental, os criadores e fabricantes se propuseram a alcançar um público cada vez maior.
 
Para este propósito, utilizaram modelos gravados, que poderiam ser ou não a cores. Nestes desenhos de grande detalhe e qualidade, uma modelo ou um conjunto de imagens posavam adornados com todo tipo de atavios.
 
Na parte inferior, uma inscrição apontava a peça que a manequim usava, bem como detalhes do tecido ou sobre o processo de confecção.
 
Estas ilustrações se converteram na origem das revistas de moda, publicações que permitem a milhões de mulheres em todo o mundo estarem informadas sobre tendências e conselhos de estilo útil na sua vida diária.


Este é precisamente o tema de que trata a nova exposição do Museu Rijksmuseum de Amsterdã. Sob a lema "Novo por enquanto: a origem das revistas de moda", a exposição, que se inaugurou em junho e continuará até finais de setembro, mostra os primeiros desenhos gravados que deram lugar à criação das revistas de moda.
 
"A moda é arte".
 
Paul Poiret é um dos criadores cujas obras fazem parte da exibição. Ele, da mesma forma que muitos outros da época, marcou um novo rumo em relação à moda, um caminho que lhes levou a equiparar esta com a arte.
 
Para isso, não economizavam orçamento e contratavam alguns dos ilustradores mais reconhecidos para que modelassem no papel suas ideias.
 
O objetivo era que as ilustrações refletissem a maior elegância possível e as modelos resultassem realistas para o público. Estes ilustradores acabaram convertendo-se em verdadeiros especialistas no desenho de moda.
 
Mais de 8.000 desenhos gravados
 
Alguns dos desenhos gravados, com vários séculos de antiguidade, foram digitalizados para que sejam expostos também no próprio site do museu.
 
No total, mais de 8.000 desenhos gravados são expostos este verão europeu junto às suas inscrições originais, que contribuem com informação sobre as características das diferentes roupas.

Copyright © 2021 Europa Press. Está expressamente proibida a redistribuição e a retransmissão do todo ou parte dos conteúdos aqui apresentados sem o prévio e expresso consentimento.