×
Publicado em
10 de set. de 2021
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Almaria, plataforma especializada em moda plus size, cresce 120% no primeiro semestre

Publicado em
10 de set. de 2021

No primeiro semestre de 2021, a Almaria, plataforma que reúne diversas marcas de moda plus size (do número 44 até o 60), registrou um aumento de 120% no faturamento, atingindo R$ 2,2 milhões. Para o ano todo, a empresa prevê vendas ainda mais aquecidas e espera ultrapassar R$ 7 milhões, levando em conta as novas coleções de primavera-verão, Black Friday e Natal.


Almaria cresce 120% no primeiro semestre - Almaria


O desempenho mostra a ascensão do mercado plus size no Brasil, uma tendência mundial. Segundo dados da Associação Brasileira Plus Size (ABPS), houve crescimento de 21% neste mercado nos últimos 3 anos, avaliado em 7,6 bilhões de reais. O país vem ganhando novas confecções especializadas e varejistas vêm aumentando suas grades. De acordo com a ABPS, 25% do varejo de vestuário possuem em sua grade regular tamanhos plus size. 

Diante desse cenário, a Almaria quer investir ainda mais nos pequenos e médios varejistas, chegando a 100 players na plataforma até o final do ano. Além de vender os produtos dessas marcas na plataforma, a empresa oferece apoio à digitalização.

“Durante a pandemia, pudemos acompanhar uma corrida do varejo para o meio digital, um movimento que deixou os menores em desvantagem. Afinal, começar a vendar online exige uma série de investimentos como ensaios fotográficos, direito de uso de imagem de modelos, anúncios patrocinados, gestão de estoque e logística que acabam por desanimar o empresário já acostumado ao offline ou que, investindo de forma errada, tem prejuízo e, consequentemente, frustração”, conta Michel Chung, fundador e diretor da Almaria.

“Continuaremos investindo nesses empresários, oferecendo capacitação e todo o suporte necessário para a inclusão de seus negócios nos canais digitais”, diz Chung, que identificou que o consumidor de moda plus size “é fiel ao pequeno e médio produtor que consegue oferecer um produto mais personalizado a todos os tipos de corpos”. 

Ainda nos planos do empresário para 2021 está a expansão da plataforma, oferecendo o mesmo apoio ao pequeno varejista, de todos os nichos do vestuário. “Criaremos novas oportunidades de crescimento e nos tornando uma empresa em scale up”, diz.

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.