×
Por
Reuters API
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
4 de fev de 2021
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Alibaba supera previsões de receita trimestral graças ao "boom" do online

Por
Reuters API
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
4 de fev de 2021

O chinês Alibaba Group Holding Ltd superou as previsões de Wall Street para a receita do terceiro trimestre, graças ao "boom" do online desencadeado pela pandemia de Covid-19.



Os resultados foram divulgados num momento em que a China toma medidas drásticas contra o imenso império de negócios criado por Jack Ma, forçando a suspensão de uma entrada em bolsa do Ant Group, subsidiária financeira da Alibaba, no valor de 37 bilhões de dólares (30,79 bilhões de euros).
 
Após uma ausência de três meses, Ma fez a sua primeira aparição pública em janeiro, o que ajudou a dissipar as preocupações dos investidores e a impulsionar as ações da Alibaba.

As vendas pós-coronavírus da Alibaba no Dia dos Solteiros, o maior evento de compras online do mundo, que é celebrado em novembro e supera as vendas de datas como Black Friday ou Cyber Monday, totalizaram 74 bilhões de dólares (61,58 bilhões de euros).
 
A receita do setor aumentou 38%, alcançando um recorde de 195,54 bilhões de yuans no trimestre, impulsionada pelos marketplaces de varejo da empresa na China, à medida que a economia se recuperava da crise de Covid-19.
 
A receita aumentou 37% para 221,08 bilhões de yuans (28,48 bilhões de euros/34,24 bilhões de dólares) no trimestre encerrado em 31 de dezembro, superando as previsões dos analistas, que situavam este resultado em 214,38 bilhões de yuans, segundo dados IBES da Refinitiv.

O lucro líquido atribuível aos acionistas foi de 79,43 bilhões de yuans, ou 28,85 yuans por ação depositária americana, em comparação com 52,31 bilhões de yuans, ou 19,55 yuans por ação no ano anterior.

© Thomson Reuters 2021 All rights reserved.