×
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
10 de dez. de 2021
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Alibaba divide atividades chinesas e internacionais para impulsionar o crescimento

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
10 de dez. de 2021

Face a uma erosão do seu crescimento no mercado interno, a Alibaba anunciou a criação de duas estruturas separadas para as atividades chinesas e internacionais. O objetivo é que o mercado internacional seja um motor de crescimento para o gigante chinês do varejo online. O anúncio foi feito pelo CEO Daniel Zhang em uma carta endereçada às equipes, e transmitido pelo órgão de imprensa empresarial da Alibaba, Alizila.


Jiang Fan, presidente da nova divisão de negócios internacionais - Alizila/Alibaba


É assim criada uma divisão denominada "International Digital Commerce", e é colocada sob a direção de Jiang Fan, que se juntou ao grupo em 2013 e foi nomeadamente presidente dos sites Taobao e Tmall. A divisão irá integrar as atividades da Aliexpress (Europa), Alibaba.com (BtoB) e Lazada (Sudeste Asiático). O grupo afirma ter 285 milhões de consumidores nesta área, que tem um potencial de 2 bilhões de compradores em linha.
 
"Ao continuarmos a construir uma abordagem multimotorizada para impulsionar o crescimento futuro, a 'governança empresarial diversificada' se tornará a nova estratégia organizacional da Alibaba enquanto olhamos para o futuro", escreveu Zhang na declaração. "Queremos explorar novas abordagens à governança empresarial para impulsionar mais inovação e criatividade dentro das nossas equipes e empresas (...). Continuaremos a concentrar-nos em tornarmo-nos uma empresa verdadeiramente global, e acreditamos que os mercados estrangeiros têm muitos potenciais e oportunidades interessantes a serem aproveitados. Temos confiança nas nossas equipes locais, e estamos traçando um rumo com um plano estratégico holístico e estabilidade organizacional para conquistar os nossos mercados ultramarinos".

Em frente à divisão internacional, é criada uma segunda divisão chamada "China Digital Commerce", que é dirigida por Trudy Dai, um membro fundador da Alibaba que anteriormente ocupava o cargo de presidente do Comércio Eletrônico Industrial e Comércio Eletrônico Comunitário. A divisão integrará Tmall, Taobao e Taobao Deals, o mercado comunitário Taocaicai, e o portal BtoB 1688.com.


Sede da Alibaba em Hangzhou - Shutterstock


Esta subdivisão não é insignificante: em um momento em que os negócios internacionais ainda representam apenas 5% da atividade do grupo, que está estudando o crescimento doméstico. Em meio ao aumento da concorrência e regulamentos mais rigorosos das autoridades chinesas, a empresa espera um crescimento de 23% em 2022, na melhor das hipóteses, enquanto o grupo, de um modo geral, aumentou os seus números em metade durante todos os anos antes da crise. É portanto fora da China que o grupo pretende se concentrar.
 
Este anúncio chega no mesmo dia de uma nomeação chave, a de um novo diretor financeiro. Em 1º de abril, Maggie Wu se desligará e será substituída por Toby Xu, que se juntou ao grupo em 2018, tendo sido anteriormente subdiretor financeiro.
 

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.