×
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
30 de jun. de 2022
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Aeffe absorve Velmar, a sua fabricante de lingerie

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
30 de jun. de 2022

A Aeffe continua a racionalizar a sua estrutura. O grupo de moda italiano, proprietário da Moschino, Alberta Ferretti, Philosophy di Lorenzo Serafini e dos sapatos Pollini, entre outros, anuncia a fusão por incorporação da Velmar. Trata-se da empresa que controla a 100% há mais de dez anos, especializada na produção e distribuição de lingerie e beachwear.


A Velmar produz nomeadamente a lingerie da Moschino - © PixelFormula


Esta operação insere-se “no processo de racionalização e reorganização da empresa, que visa uma maior eficiência na gestão das atividades do grupo e na sua coordenação, através da redução dos níveis de decisão e da racionalização das sinergias do grupo com a consequente redução dos encargos fiscais, administrativos e de gestão", diz a Aeffe.
 
Localizada em San Giovanni in Marignano, perto de Rimini, onde também se encontra a sede da Aeffe, a Velmar iniciou em 1983 a sua atividade na produção e distribuição de vestuário nos setores de lingerie, moda praia e homewear através das suas próprias marcas, ampliando progressivamente o seu portfólio a outras marcas, para as quais gerencia as coleções de moda íntima sob licença.

Em 2001, a Aeffe adquiriu 75% da empresa, chegando a 100% do capital em 2010. Atualmente, a Velmar gerencia essencialmente as coleções de moda praia e lingerie da Moschino, bem como a licença para a linha de lingerie e moda praia de Chiara Ferragni.
 
Ainda na lógica de racionalização do grupo, a Aeffe assumiu no ano passado o controle total da Moschino através da compra de 30% do capital que lhe faltava, por 66,6 milhões de euros. Também assumiu a gestão da linha Love Moschino, que até então era desenvolvida sob licença pela Sinv. Em 2021, a empresa voltou aos números positivos com um lucro líquido de 12,1 milhões de euros e um volume de negócios de 324,6 milhões de euros, um aumento de 20,8% face a 2020.

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.