Adolfo Domínguez reduz perdas em 43,5% no primeiro semestre

A Adolfo Domínguez registou uma perda de 2,8 milhões de euros no seu primeiro semestre fiscal (entre março e agosto deste ano), o que representa uma melhoria de 43,5% em relação aos "números vermelhos" de 4,9 milhões euros um ano antes, conforme divulgou na sexta-feira a empresa têxtil.


Editorial Beyond Gender da Adolfo Domínguez - Adolfo Domínguez

Este resultado inclui os custos extraordinários imputados ao semestre associados ao processo de fusão de marcas, que representam uma despesa de 1,1 milhões de euros. A empresa atribuiu a melhoria do resultado semestral ao reposicionamento da marca (menos lojas, menos vendas totais, mas maior margem e mais vendas por loja).
 
A Adolfo Domínguez aumentou as suas vendas comparáveis em 5,4%, sem ter em conta aberturas, encerramentos e reformas, enquanto as vendas totais se situaram em 52 milhões de euros, menos 4,9%.

O resultado operacional (Ebitda) da empresa foi negativo em 1,5 milhões de euros, o melhor da empresa em oito anos, com uma melhoria de 51,9%. Desde a mudança de gestão, no exercício 2016-2017, o Ebitda melhorou em 8,3 milhões de euros (85%).

Traduzido por Estela Ataíde

Copyright © 2019 Europa Press. Está expressamente proibida a redistribuição e a retransmissão do todo ou parte dos conteúdos aqui apresentados sem o prévio e expresso consentimento.

Moda - Pronto-a-vestirModa - AcessóriosNegócios
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER