×
Por
Reuters
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
6 de mai. de 2022
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Adidas reduz perspectivas anuais devido ao confinamento na China

Por
Reuters
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
6 de mai. de 2022

A Adidas anunciou na sexta-feria (6) que revisou em baixa as suas previsões para 2022 após uma queda nos seus resultados no primeiro trimestre, uma vez que as medidas de confinamento novamente impostas continuam afetando a marca.


Reuters


As vendas do grupo a taxas de câmbio constantes caíram 3% para 5,3 bilhões de euros e o lucro das operações continuadas caiu 38% para 310 milhões de euros durante o trimestre.
 
Na China continental, onde as vendas desceram 35% no primeiro trimestre, o volume de negócios para a totalidade do ano deverão cair significativamente devido ao fechamento de lojas e uma queda acentuada no número de visitantes.

A Adidas espera agora atingir o lado inferior da sua orientação para 2022, ou seja, um aumento 11 a 13% do seu volume de negócios a taxa de câmbio neutra, bem como um lucro líquido de operações contínuas entre 1,8 e 1,9 bilhão de euros.

O grupo reduziu também as suas previsões de margem operacional, indicando que esta permanecerá ao nível do ano anterior, 9,4%, contra os 11% previstos anteriormente.
 
Kasper Rorsted, diretor-geral da Adidas, declarou: “Neste ambiente, caracterizado por graves desafios externos, é imperativo manter o foco nos nossos objetivos estratégicos. Embora permaneçamos ágeis, não colocaremos em risco a nossa oportunidade de crescimento a longo prazo para maximizar os lucros a curto prazo.”
 
Apesar do declínio prolongado das vendas na China continental e de um impacto negativo de 200 milhões de euros devido a restrições na cadeia de abastecimento, a Adidas espera um regresso ao crescimento no segundo trimestre.
 
No segundo semestre, as vendas líquidas deverão crescer mais de 20%, apoiadas principalmente por um melhor abastecimento, uma forte dinâmica nos mercados ocidentais e grandes eventos esportivos.

© Thomson Reuters 2022 Todos os direitos reservados.