×
Por
Reuters API
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
15 de abr. de 2020
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Adidas recorre à empréstimo emergencial de 3 bilhões de euros

Por
Reuters API
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
15 de abr. de 2020

A varejista alemã, Adidas, anunciou na terça-feira (14), que recebeu a aprovação de um empréstimo de 3 bilhões de euros, apoiado pelo governo, para atenuar o impacto financeiro da propagação do coronavírus COVID-19 na sua atividade.


Adidas vai receberempréstimo de 3 bilhões de euros, apoiado pelo governo alemão


O comércio varejista foi atingido por medidas destinadas a limitar a circulação social e pelo adiamento ou cancelamento de grandes eventos esportivos, incluindo os Jogos Olímpicos.

"A empresa recebeu hoje a aprovação do governo alemão para a participação do KfW, o banco de desenvolvimento estatal alemão, num empréstimo sindicado rotativo no valor de 3 bilhões de euros", declarou a Adidas.

O empréstimo, cujo preço será fixado em função das condições de mercado, inclui um compromisso de empréstimo de 2,4 bilhões de euros do KfW e 600 milhões de euros de compromissos de empréstimo de um consórcio que inclui UniCredit, Bank of America, Citibank, Deutsche Bank, HSBC, Mizuho Bank e Standard Chartered Bank.

Uma das condições do empréstimo sindicado é que a empresa suspenda o pagamento de dividendos, durante a vigência do empréstimo, afirmou a Adidas, acrescentando que a Comissão Executiva da empresa cessou a recompra das ações da Adidas e decidiu renunciar ao bônus de curto e longo prazo para o ano 2020.

A Adidas afirmou que ainda não pode apresentar perspectivas para o ano de 2020 e que a publicação dos resultados do primeiro trimestre será no dia 27 de abril de 2020.

© Thomson Reuters 2021 All rights reserved.