×
Por
Terra
Publicado em
2 de jun. de 2010
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

A bonança depois da tempestade

Por
Terra
Publicado em
2 de jun. de 2010

Quem disse que o dia-a-dia não inspira a criação? No caso de Mara MacDowell, líder da grife Mara Mac, é uma realidade, já que depois de algumas semanas ocupando páginas de jornais, com casos de bastidores econômicos, laranjas, e outros percalços dispensáveis, a coleção vem linda como nunca.


O tema: a reconstrução da natureza depois das catástrofes naturais. Tudo a ver com as situações pessoais e da cidade, que sofreu com as chuvaradas de abril. Pronto, explicada a história conceitual. Quanto à coleção, foi um mix de transparências em recortes e decotes, alças e sandálias e cores escuras no princípio, até a queda dos cubos vermelhos que estavam pendurados sobre a passadeira vermelha por onde andavam as modelos.

Bruna Sottili parou e os cubos despencaram sobre ela - cubos leves, forrados de tecido, claro. Dali em diante, a roupa tomou um caminho mais colorido, com toques de vermelho, tricôs com pontos soltos que confirmaram as transparências e sobreposições falsas, com panos atravesados, de barras cor de laranja em tie dye. No final, vitória da natureza, vista nas estampas de folhagens em vestidos com pregas abertas retorcidas nas costas.

Foi um show com histórias, dirigido por Bia Lessa - só uma questão: as luzes dirigidas para a platéia eram cegantes - e muito bonito como estilo. Melhor ainda: um desfile digno das melhores fases da Mara Mac. Mesmo depois das tempestades da marca.


Iesa Rodrigues

Copyright © 2022 Terra. Todos os direitos reservados.