×
Publicado em
1 de fev. de 2022
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

55 toneladas de produtos falsificados de perfumaria são destruídas

Publicado em
1 de fev. de 2022

Cerca de 55 toneladas de perfumes e insumos para fabricação de produtos finais foram destruídas entre dezembro de 2021 e janeiro de 2022, em ação da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC) com apoio da ADIPEC, simbolizando o fim de mais uma etapa da maior operação já realizada na América Latina de combate à pirataria no mercado de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (HPPC). 
 


Perfumes falsificados são potencialmente nocivos à saúde do consumidor - Kailey Sniffin / Unsplash


A destruição dos materiais falsificados, entre frascos, embalagens, rótulos e produtos químicos, teve por objetivo, após autorização judicial, retirar de circulação produtos potencialmente nocivos à saúde do consumidor brasileiro, bem como a inibição de práticas criminosas que geram desemprego, sonegação de impostos e a concorrência desleal à indústria e ao comércio de HPPC.

Após passarem por um processo de trituração, fragmentação e separação, os materiais considerados reaproveitáveis, cerca de 55 toneladas, serão destinados para uma cooperativa de reciclagem. 

Esta iniciativa de destruição dos materiais apreendidos viabilizou a descaracterização e o encaminhamento dos resíduos recuperáveis de forma a promover circularidade, assim como, o descarte correto dos materiais não recicláveis, sempre respeitando as legislações ambientais e a gestão sustentável do resultado de tal processo.

Os materiais recém-destruídos são frutos de uma operação conjunta ocorrida em junho na cidade de Limeira, no interior de São Paulo, que contou com a participação da Polícia Civil de Limeira, Vigilância Sanitária e o Grupo de Atuação Especial de Prevenção e repressão ao Crime Organizado GAECO/MPSP (núcleo Piracicaba/SP), bem como o auxílio da Associação dos Distribuidores e Importadores de Perfumes, Cosméticos e Similares (Adipec).
 

Os mais de 2,7 milhões de perfumes e de insumos para fabricação de produtos finais apreendidos foram avaliados em R12,8 milhões. Segundo relatório oficial da operação, os perfumes eram distribuídos para vendedores online, que utilizavam plataformas digitais, marketplaces e redes sociais para comercialização. A distribuição dos produtos ocorria em todo o território nacional.
 

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.