×
Publicado em
27 de set. de 2010
Tempo de leitura
3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

"Puro" negócio no Modtissimo

Publicado em
27 de set. de 2010

Otimismo e muitos negócios concretizados foram o resultado da última edição do Modtissimo, que fechou as portas no passado dia 21 de Setembro. Mais de 250 compradores estrangeiros adquiriram artigos “made in Portugal” durante os dois dias do único salão português dedicado à Indústria Têxtil e de Vestuário.

Modtissimo
Entrada do salão Modtissimo, em Portugal


O tema “Pure” deu o mote e os compradores aproveitaram para proporcionar “negócios puros” aos mais de 300 expositores da área têxtil, vestuário e acessórios de moda presentes na Alfândega do Porto, nos dias 20 e 21 de Setembro, distribuídos pelas áreas Fabricantes Nacionais, Agentes e Fabricantes Estrangeiros, Clube dos Confeccionadores, Mundo da Criança e Fórum Têxteis do Futuro (FTF).

Um total de 4.090 visitantes nacionais e 253 internacionais aproveitaram a grande mostra da moda portuguesa para fazerem encomendas para as suas marcas próprias ou para as suas lojas de retalho, reflectindo um clima de optimismo que foi sentido pelos expositores.

Presença habitual no Clube dos Confeccionadores, a empresa Orfama mostrou-se muito satisfeita com esta edição do Modtissimo. «Registramos imensos contatos de diferentes países – Japão, Áustria, Alemanha, Itália, Espanha, França, Holanda –, mais do que em edições anteriores. Acho que foi um bom trabalho da organização em chamar aqui os compradores internacionais profissionais, que se mostraram realmente interessados no produto. Os clientes portugueses que vieram são também profissionais do sector, pelo que estou satisfeito com esta participação», revelou António Cunha, director comercial da Orfama.

Do lado dos Fabricantes Nacionais, a Arco Têxteis mostrou-se igualmente surpreendida pela qualidade dos compradores. «Esta edição correu bastante melhor do que as anteriores, devido à forte aposta da organização em convidar compradores estrangeiros que não vieram em edições anteriores. Houve contactos mais interessantes», indicou Manuel Rodrigues, comercial da empresa.


No Fórum Têxteis do Futuro, onde esteve presente o Salão Náutico, teve lugar a tertúlia sobre a forma como a náutica pode constituir-se como uma alavanca de negócios, nomeadamente no que respeita o vestuário para desporto e lazer assim como o merchandising. Durante cerca de uma hora, Diogo Cayolla, velejador e representante da empresa de cabos náuticos Cotesi; Margarida Nascimento, directora de negócio da Lightning Bolt; João Zamith, vice-presidente da Associação Intercéltica; Rui Azevedo, director-executivo da Associação Oceano 21 - Cluster do Conhecimento e da Economia do Mar; Manuel Serrão, da Associação Selectiva Moda; e Fernando Merino, do Citeve, analisaram as oportunidades criadas pela náutica e como estas podem ser potenciadas pelo sector têxtil.

«Os têxteis são muito importantes nos assuntos do mar, no vestuário e produtos para náutica, como cabos, mas há também novas oportunidades, como na segurança costeira, utilização dos recursos marinhos, como algas, nos têxteis funcionais, ou até nos transportes marítimos», introduziu Fernando Merino. Também Manuel Serrão sublinhou que «é preciso recordar e promover a ideia junto do sector que o têxtil não é apenas moda», acrescentando que «o têxtil pode dar mais mundos ao mundo».

Esta edição do Modtissimo, a 36.ª, contou ainda com o lançamento do Game4Manager – um “serious game” que tem como objectivo promover a formação em gestão integrada nas áreas da qualidade, segurança e higiene do trabalho, ambiente e energia – integrado no workshop “Gerir e Aprender a 3D”, onde vários especialistas internacionais intervieram, alguns por ligação on-line, para discutir a importância cada vez maior deste tipo de jogo no contexto de aprendizagem.

Durante os dois dias, houve ainda espaço para a apresentação de tendências do Citeve e dos gabinetes internacionais Mudpie e Carlin International e para desfiles livres, com os modelos a passarem nos corredores, transformados em passerelles, os coordenados das empresas e de jovens talentos portugueses, com os modelos apresentados no Concurso Jovens Criadores.

A Associação Selectiva Moda é uma organização constituída pela ATP – Associação Têxtil e Vestuário de Portugal e a ANIL – Associação Nacional dos Industriais de Lanifícios com a missão de promover a indústria têxtil e de vestuário nacionais. Para além da Modtissimo, desenvolve igualmente acções de internacionalização da fileira, com a presença em múltiplas feiras e missões de prospecção nos mercados externos.

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.