Riccardo Tisci está com um novo trabalho…na Vogue Italia

Riccardo Tisci, há tempos mencionado como o eventual sucessor de Donatella Versace, encontrou um novo emprego, desta vez não em uma marca de moda, mas em uma revista, a Vogue Italia.
 

Vogue Italia nomeia Riccardo Tisci como diretor criativo da Semana de Moda de Milão - Riccardo Tisci - Facebook

Sua estréia oficial no novo cargo será no dia 22 de setembro em Milão, na Semana de Moda, como diretor criativo de "The New Beginning", um evento multimídia organizado pela Vogue Italia no Ex-Scalo Farini, uma antiga e enorme estação de trem usada com freqüência por marcas como Gucci e Diesel para seus desfiles.

O evento "vai celebrar oficialmente a nova direção da Vogue Italia", ressaltou a Condé Nast Italia, editora da revista, em um comunicado.

"Para mim, a palavra que melhor descreve a Itália é Renascimento. É por isso que escolhi como fio condutor da noite a obra que, mais do que qualquer outra, representa o orgulho do nosso país, a Divina Comédia", explicou Tisci.

O designer italiano de 43 anos, que cresceu em Como, a região dos lagos, localizada a 40km de Milão, na Itália, deixou seu cargo de diretor artístico da Givenchy, baseado em Paris, em janeiro passado, depois de 12 anos liderando a maison parisiense. Desde então, circularam inúmeros rumores sobre seus futuros projetos. É claro que todos esperavam vê-lo à frente da criação de uma empresa de luxo, e não de uma revista.
 
"A Vogue Italia sempre teve uma visão internacional, mas hoje o nosso objetivo é enfatizar fortemente as raízes italianas e as grandes mudanças que o país e seu sistema de moda estão experimentando. É por isso que pedimos a Riccardo Tisci, que é um dos italianos mais celebrados do mundo, para contribuir com este projeto", disse Emanuele Farneti, nomeado diretor da Vogue Italia após o falecimento de Franca Sozzani, no final do ano passado.

Apesar de Emanuele Farneti ter expressado uma determinação em valorizar as raízes italianas na célebre edição de setembro, ele nunca abandonou o envolvimento de estrangeiros criativos. Na edição de agosto da revista, foi incluído um trabalho fotográfico de 40 páginas feitos por Hedi Slimane, ex-diretor artístico da Dior Homme e da Yves Saint Laurent.

"Hoje, um estilista não pode fazer somente o seu trabalho. Por isso aceitei com alegria trabalhar neste projeto: para celebrar a Itália, uma realidade que represento com orgulho. A Vogue Italia tem sido e sei que continuará sendo a expressão de um sonho mútuo, não apenas em termos de estilo", acrescentou Riccardo Tisci.

O evento, exclusivo para convidados, "terá a presença não somente de profissionais da moda italiana e internacional, mas também de um público mais amplo e jovem", anunciou a Condé Nast Italia, sem especificar o que deve ser esperado do evento.
 

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2017 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirNa mídia