Ralph Lauren volta a crescer na América do Norte e supera estimativas de receita

A Ralph Lauren voltou a crescer na América do Norte em seu segundo trimestre fiscal, graças aos frutos de uma estratégia para intensificar o marketing nas mídias sociais, algo que também ajudou a superar estimativas de receita de Wall Street para o grupo de moda na terça-feira (6).


Photo: Ralph Lauren

Seu foco crescente em mídias sociais tem como objetivo atingir millennials que tenham gastos elevados, já que a falta de grandes descontos e promoções encolheu sua clientela nos últimos anos.

A empresa americana, sediada em Nova York, informou que gastou cerca de 30% a mais em marketing no trimestre encerrado em setembro, em comparação com um ano antes, focando eventos como o 50th Anniversary Fashion Show e a Semana da Moda de Nova York.

Sua receita da América do Norte se recuperou, subindo 1,4% após vários trimestres de queda. A receita global subiu 1,6%, para 1,69 bilhão de dólares, um resultado acima das expectativas dos analistas, que era de queda de 0,9%.

O lucro líquido subiu para 170,3 milhões de dólares ou 2,07 dólares por ação no segundo trimestre encerrado em 29 de setembro, de 143,8 milhões de dólares ou 1,75 dólares por ação no mesmo período do ano anterior. 

"À medida que executamos nosso plano estratégico Next Great Chapter, somos encorajados pelo progresso inicial que fizemos no primeiro semestre deste ano", declarou Patrice Louvet, presidente e CEO da Ralph Lauren. “Olhando para o restante do ano, estamos no caminho certo para cumprir nossas metas para o ano todo”.

Excluindo itens únicos, a Ralph Lauren faturou 2,26 dólares por ação, superando as estimativas de Wall Street pelo nono trimestre consecutivo. Os analistas esperavam, em média, ganhos de 2,16 dólares por ação e receita de 1,65 bilhão de dólares, segundo dados IBES da Refinitiv.
 

Traduzido por Novello Dariella

© Thomson Reuters 2018 All rights reserved.

Luxo - Pronto-a-vestirNegócios
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER