Quais são os fatores decisivos para os clientes comprarem online

O preço dos produtos e o frete grátis são os principais fatores levados em conta nas compras online feitas pelos brasileiros. As duas condições são mais decisivas na escolha de compra do que se o produto pertence a marcas ou sites famosos.

Shutterstock

Segundo levantamento feito pela SPC Brasil e CNDL, o preço é o principal fator de compra para 60% dos entrevistados. Já o frete grátis é citado por 39% dos ouvidos e 27% tomam como base o que os outros consumidores dizem sobre o produto e experiência.

“As pessoas tendem a selecionar, dentre as marcas que admira ou gosta, aquela que oferece a melhor relação entre custo e benefício. Portanto, o preço é fator decisivo nesse processo de escolha. Ao lado disso, vale lembrar que há outros parâmetros que o consumidor também leva em conta, como a forma de pagamento, o atendimento, a reputação da loja ou as menções à marca em órgãos governamentais ou sites de reclamação”, justifica Marcela Kawauti, economista-chefe da SPC Brasil, por meio da assessoria.

A pesquisa foi feita diretamente com internautas que realizaram compras online no último ano nas 27 capitais brasileiras.

Dentre os entrevistados, 97% já compraram mais de uma vez pelo mesmo site ou aplicativo. Os principais motivos para o retorno são experiência anterior positiva (52%), confiança na loja e/ou na marca (42%) e por possuir os melhores preços (37%).

Na hora da escolha do canal online de compra – site ou aplicativo – 56% dão preferência às lojas que já têm o costume de comprar. Para 49% as marcas conhecidas possuem um peso maior e 37% fazem pesquisa em sites que comparam preços para escolher o de menor valor.

Divulgações de produtos no Facebook, seja no perfil da loja ou quando compartilhada por amigos e pessoas públicas, impulsionam positivamente compras não planejadas. O levantamento demonstrou que 30% dos consumidores compraram algo depois de ver na rede.

O principal motivo para a compra não planejada após ver um anúncio em site ou redes sociais são promoções (56%) e não querer perder as oportunidades de preço baixo (43%).

O vestuário, calçado e acessórios são os produtos mais comprados por impulso (30%), seguido de livros (24%), cosméticos (15%) e delivery de comidas (14%).

Fonte: Portal NoVarejo

Copyright © 2017 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirCosméticaNegócios