Prêmio LVMH revela seus 8 finalistas

Último turno para o Prêmio LVMH 2016. A terceira edição do concurso de criadores organizado pelo grupo de luxo acaba de anunciar o nome dos seus oito finalistas depois das duas primeiras fases de seleção, cuja última, nas datas de 2 e 3 de março, deu ensejo à escolha de 23 semifinalistas.

Os oito finalistas do Prêmio LVMH 2016. - lvmhprize.com

Os oito designers que seguem na competição refletem a jovem criação em toda a sua diversidade em escala mundial, já que são quatros Europeus desfilando entre Paris e Londres, três Norte-Americanos desfilando em Nova York e um Japonês. Este último, Hiromichi Ochiai, designer da Facetasm, à frente da nova onda de criadores japoneses, desfila habitualmente em Tóquio.
 
"Com 3 criadores sediados em Paris, dentre os quais 8 finalistas, esta lista reflete a vitalidade da cena francesa e da atratividade da capital para os criadores estrangeiros. Entre eles, Koché já havia sido semifinalista no ano passado. Eu estou feliz também por haver um criador japonês integrando este nível da competição pela primeira vez", comenta em um comunicado Delphine Arnault, por iniciativa do Prêmio LVMH.
 
Além de Koché, a linha de 'streetwear couture' de Christelle Kocher, que desfila desde setembro passado em Paris, as outras labels parisienses selecionados são a linha feminina Aalto do Finlandês Tuomas Merikoski, que mescla a abordagem nórdica e o saber-fazer francês, que desfila ele também na capital há duas temporadas, e a marca feminina e masculina Y/Project do criador belga Glenn Martens, que se distingue por suas roupas elegantes um tanto 'underground'.
 
Último a representar a Europa, a jovem londrina Grace Wales Bonner. De origem jamaicana por parte de pai, ela apresenta em suas criações a cultura africana e questiona a condição negra na sociedade. Formada pela Saint Martins School, ela obteve recentemente o prêmio de melhor designer feminina e 'menswear' nos British Fashion Awards na categoria talentos emergentes. O desfile da sua linha Wales Bonner é muito concorrido em Londres.

As oito labels que seguem na competição LVMH Prize. - lvmhprize.com

No outro lado do oceano, três finalistas oriundos do continente americano. Primeiro o texano Brandon Maxwell, conhecido por ser o estilista de Lady Gaga e ter sido o antigo braço direito de Nicola Formichetti. Ele lançou sua linha de prêt-à-porter de luxo feminino em 2015 em Nova York.
 
O segundo, Matthew Williams, nasceu em Chicago. Este criador, na casa dos trinta anos, é oriundo do universo 'clubbing' e reivindica isso totalmente, bem como sua inspiração californiana, onde cresceu antes de se instalar em Nova York para lançar sua marca de espírito 'streetwear-chic' Alyx.
 
A terceira label é canadense. Sediada em Toronto, Vejas Kruszewski é originária de Montreal e desfila em Nova York com sua marca mista Vejas, que joga com a mistura dos gêneros. Suas criações são vendidas de Nova York a Tóquio, passando por Los Angeles.
 
Esses oito jovens talentos reencontrarão o júri uma última vez a 16 de junho próximo. O vencedor, que será designado neste próprio dia, levará entre outras coisas, uma premiação de 300.000 euros (cerca de 1.197 bilhão de reais).
 
Quanto aos três jovens formados em escolas de moda, eles receberão 10.000 euros e poderão integrar o estúdio de uma das marcas do grupo LVMH. Um prêmio ainda aberto à candidatura até 15 de maio.

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Luxo - DiversosCriação
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER