Pitti Uomo 92: Hugo inicia o evento com estilo

Após uma ausência de nove anos, Hugo Boss fez um retorno triunfal à Florença no dia 13 de junho, e apresentou a nova coleção de sua marca Hugo no dia de abertura do Pitti Uomo. "Nós queríamos fazer um grande impacto, organizando um desfile deslumbrante com a coleção completa da nossa marca contemporânea, que pretendemos expandir", declarou a marca alemã, que havia se apresentado pelo última vez no evento de moda masculina de Florença em junho de 2008, com a linha Boss Orange.

Hugo - FashionNetwork (ph DM)

Nesta temporada, o grupo Hugo Boss teve uma grande reviravolta, dividindo sua linhas em uma marca principal, a Boss, que incorpora as linhas Orange e Green, e Hugo, a linha jovem lançada em 1993, que agora representa 10% da vendas totais do grupo.

O desfile das coleções Primavera/ Verão 2018 de moda masculina e feminina foi apresentado dentro dos imensos edifícios da antiga fábrica de tabaco de Florença, a Manifattura Tabacchi. A atmosfera era ao mesmo tempo animada e misteriosa, o cenário dominado por uma imensa esfera de madeira iluminada por tochas, enquanto a luz das velas iluminava as árvores e plantas espalhadas por todo o local.

Os primeiros looks foram all-white, ternos de linho desestruturados, casacos leves, blusas, camisas de algodão fluidas e calças tipo cargo. "São como uma tela de artista, para pintar a nova história de Hugo", disse o estilista responsável pela moda masculina Bart de Backer que, ao criar esta coleção, assim como sua colega responsável pela moda feminina, Jenny Swank Krasteva, se inspirou no simbolismo do vudu e no espírito livre e avant-garde da arte de Jean-Michel Basquiat.

A nova coleção é despojada e marcada pelo conforto - Hugo

Gradualmente, os looks se tornaram vivos com estampas gráficas, como pinceladas na tela de um pintor: abstrata, graffiti que lembra de tatuagem em blusas tricotados, e trajes listrados como os que Basquiat vestia quando caminhava pelas ruas de Nova York. Linhas longas com peças oversized, dando às roupas um estilo confortável e descontraído.

Para a moda feminina de Hugo, vestidos de organza e seda pintados à mão, com curvas finas em uma variedade de comprimentos, do máxi a mini, o último usado sobre shorts em uma jogada de camadas e transparências, com detalhes pretos bordados remetendo aos traços crus do pintor.

Sem jóias, apenas uma longa e colorida fita de cetim amarrada no pescoço, descendo das costas aos pés das modelos, aumentando a sensação geral de fluidez e leveza.

A tarde se transformou em noite ao som do cantor pop alemão M.I.A., escolhido para a trilha sonora do desfile.

Traduzido por

Copyright © 2017 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Luxo - Pronto-a-vestirDesfiles