Pitti Uomo 92: Federico Curradi celebra luxo descontraído em Florença

Depois de Milão, é um regresso a casa para o designer italiano Federico Curradi, um dos convidados de honra da Pitti Uomo 92 de Florença, onde apresentou sua mais recente coleção masculina na quarta-feira, 14 de junho. O local foi um edifício neo-renascentista com vista para o rio Arno, lar do Museu Bardini, onde o talentoso designer revelou uma coleção masculina tão leve como o ar.

Federico Curradi inspirou-se da Florença renascentista - Pitti Immagine ph Giovanni Giannoni

Depois de trabalhar para outras marcas por vinte anos, Curradi, 41, lançou seu própria etiqueta de moda masculina no ano passado, usando tecidos e corantes naturais. Atualmente, a marca tem 25 clientes multimarca, incluindo as concept stores parisienses L'Eclaireur e Arquivo 18-20.
 
Esta, a quarta coleção de Curradi, é um sucesso instantâneo, graças à sua elegância e paleta de cores encantadora, com uma variedade de tons suaves e tons de cinzas inspirados no Renascimento, desde o verde prudente até o azul-cinza e o sienna.

Modelos pisavam na passarela com os pés descalços, segurando os tênis nas mãos, alguns dos sapatos amarrados juntos. "Eu queria contar uma história florentina. Imaginei um artesão que dividisse seu tempo entre o trabalho e sua paixão, futebol histórico florentino, com um toque de romantismo, por um lado, e algo do superman, por outro", declarou Federico Curradi ao FashionNetwork .com.
 
Pense calças enroladas na cintura, e jaquetas e sweaters amarrados com laços. O designer escolheu tecidos naturais como seda, algodão e linho, trabalhando com sombreado sutil e pintado à mão para criar efeitos de mármore. Os casacos soltos estão em camadas sobre camisas xadrez desgastadas que são vestidas desabotoadas sobre malhas leves e bermudas desgastadas. É tudo muito etéreo.


Federico Curradi's 'Artesão desportivo' - Pitti Immagine Giovanni Giannoni

"Comecei quando eu era muito jovem, como aprendiz de artesãos florentinos. Aos 20 anos, projetei minha primeira coleção em Nova York, que teve muito sucesso. Quando Ermanno Scervino me pediu para projetar sua primeira coleção masculina, eu simplesmente parei de trabalhar em minha p´ropria marca ", disse Federico Curradi. Ele então foi encarregado das coleções de moda masculina de Roberto Cavalli e assumiu o mesmo papel para Gilmar em 2006. Em 2013, foi nomeado diretor criativo masculino da Iceberg, a primeira marca do grupo de moda italiana.

"Minha roupa é usável e reconhecível, com foco na leveza e profunda pesquisa de tecidos", concluiu o designer, que nas últimas temporadas também colaborou com a marca de vestuário esportivo Peuterey.
 

Traduzido por Isabel Pimentel

Copyright © 2017 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Luxo - Pronto-a-vestirLuxo - DiversosDesfiles