Participação brasileira na Première Vision Paris deve gerar 1,3 milhões de dólares

No encerramento do evento Première Vision Paris, realizado na capital francesa, a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (APEX) revelou que a participação das 8 empresas brasileiras na feira, considerada uma das mais importantes do setor têxtil e de suprimentos da Europa, teve excelentes resultados e mais de um milhão de dólares em expectativas de negócios para o próximo ano.


A participação brasileira na Première Vision Paris pode chegar a 1,3 milhões de dólares - Première Vision Paris

De acordo com os dados da APEX, as empresas Berlan, Brittania Têxtil, Coletivo Estampa, Dash Studio, Prius Studio, Moltec Brasil, Oficina Lamparina e Savyon, que apresentaram seus produtos para a temporada outono-inverno 2018/19 na feira, fecharam negócios de 141.000 dólares durante o evento de três dias, e as expectativas de vendas para os próximos 12 meses excedem 1,3 milhão de dólares.

Entre os destaques da delegação brasileira está a empresa Dash Studio. Sobre a sua participação, Rafael Santos, co-fundador e designer da empresa, disse que foram gerados bons negócios com clientes de países como Holanda, Hungria, Rússia, Espanha e Taiwan. "Também tivemos clientes que voltaram a comprar conosco após a nossa última participação na feira, o que significa que fidelizamos clientes internacionais, e isso é muito gratificante para a Dash Studio", disse Santos.

É importante lembrar que a participação das empresas brasileiras na Première Vision Paris se deve ao apoio da Apex e ao programa de internacionalização do setor têxtil e de moda brasileiro, Texbrasil, criado em 2000 com o objetivo de apoiar e preparar empresas da indústria têxtil interessadas em comercializar seus produtos internacionalmente.

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

TêxtilNegócios