Paris de Janeiro: pop-up store reúne marcas brasileiras em Paris

A moda brasileira ganha uma bela casa, de 140 m², em Paris. De 24 de maio a 18 de junho, a pop-up store "Paris de Janeiro" funcionará no Haut Marais reunindo dez nomes no Coletivo Carandaí, como as grifes de slow fashion Helena Pontes, Manu Manu, Bossa Social e Zsolt, as de moda praia Marju, EMI e Nidas, a chapelaria Barbarah, a marca de bolsas Tai Dai, a joalheria Annaka, além de contar com um espaço da Granado Pharmácias.


Dez marcas do Coletivo Carandaí estarão em Paris na pop up store - Divulgação

Estilista da Nidas, Paula Cox disse ao Fashion Network que, além de ver como o consumidor europeu reage diante do seu produto, a marca tem a expectativa de também fazer contato com os lojistas e fechar vendas para multimarcas francesas:

"Desde a criação da Nidas, a internacionalização sempre foi um sonho e um objetivo, por isso estamos muito felizes em dar este passo com o apoio do coletivo e do Sebrae. Estamos nos preparando há um ano e meio, tanto no que diz respeito à produto, mas em relação também à questão burocrática. A loja é uma oportunidade de teste, onde veremos a aceitação do produto como design e modelagem".

Vania Oliveira, da Tai Dai, também comemora esse primeiro passo na internacionalização da marca:

"O projeto 'Paris de janeiro' está sendo uma oportunidade maravilhosa de apresentarmos pessoalmente nossos produtos, tanto no varejo quanto para o atacado. Só temos a agradecer".

Aline Tassar, da Bossa Social, acredita que suas peças versáteis e atemporais vão agradar à consumidora francesa:

"A gente acredita muito nessa mistura - da roupa curinga, que é a cara da francesa, que ela adora, com a nossa pimentinha brasileira. A loja está linda e estamos com com o coração a mil, pois temos certeza de que serão três semanas de muito sucesso". 

Bárbara Heliodora, da Barbarah, se diz animada com a possibilidade de participar de uma loja no coração de Paris, no Marais, que é um bairro superfashion, de moda:

"E mais animados ainda com esta etapa do Coletivo Carandaí 25, de estar junto neste momento, com a possibilidade de vender nossos chapéus e acessórios para o público francês e europeu que frequenta o bairro, de forma geral. É uma conquista que nos deixa muito contentes". 

Com foco em peças atemporais, feitas 100% de algodão e tingidas manualmente, a Zsolt também vê com grande expectativa a participação no evento:

"Para a Zsolt, é um grande desafio e uma enorme alegria desembarcar em Paris mostrando um pouco da moda brasileira. Nós e a moda carioca só temos a agradecer", afirma Bruno Schott,que está à frente da marca.


Criações do Coletivo Carandaí - Divulgação

Coordenadora de Moda do Sebrae/RJ, Fabiana Pereira Leite conta que foram meses de trabalho junto às empresas do Coletivo Carandai 25 para que elas estivessem capacitadas para o mercado europeu:

“O Sebrae espera excelentes negócios com compradores internacionais durante a pop-up de Paris”, destaca. 

Em recente entrevista ao Fashion Network, a empresária Tatiana Accioli, à frente do Coletivo Carandaí, já tinha adiantado que uma rodada de negócios com foco no atacado será feita na loja de Paris. 

A Granado Pharmácias, que já tem uma loja em Paris, vai levar para o espaço a linha Pink, que é totalmente dedicada aos cuidados da mulher. Ao Fashion Network, a assessoria de imprensa da marca disse que essa "participação representa mais uma estratégia da nossa internacionalização". Durante todo o evento, manicures estarão disponíveis para fazer as unhas dos convidados. 

Esta é a segunda vez que a agência Paris de Janeiro, responsável por estreitar os vínculos criativos entre o Brasil e a França, abre uma loja pop-up na França. 

Serviço:
Paris de Janeiro
126 Rue de Turenne
75003 Paris 3
Aberto todos os dias, de 12h as 21h30

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

ModaSalões de ModaNegócios