O que aconteceu no segundo - e último - dia de desfiles do Minas Trend

O segundo e último dia de desfiles do Minas Trend, que aconteceu no dia 4 foi recheado de novidades! Nas passarelas do evento, seis marcas apresentaram seus lançamentos para o inverno 2018. Passando pela feminilidade da BOBSTORE e pelo streetwear sem gênero definido da Led, a noite foi encerrada com a moda festa da Manzan.


Abrindo o line-up, a BOBSTORE trouxe para a temporada um visual feminino e com leve toque vintage. Na cartela de cores, a neutralidade dos tons pastel e do preto foi quebrada pelo uso do amarelo em versões mais fechadas. Nas peças, a silhueta estruturada de conjuntos de saias e jaquetas em couro dividiu espaço com suéteres e vestidos fluidos, em tricôs maleáveis ou tecidos leves.

BOBSTORE

Já na Led, que aposta em uma moda sem gênero, um streetwear extravagante e colorido foi identificado. As silhuetas amplas, com muitos volumes, foram complementadas por estampas abstratas e cores vivas. Entre os pontos fortes da coleção, os conjuntos se destacaram em versões variadas, combinando ora jaquetas e bermudas, ora blusas e calças. O jeans também teve espaço, aparecendo em bases lisas e escuras, compondo peças de visual esportivo.

Led

Produzida de forma artesanal e com mão de obra local, a coleção de Ronaldo Silvestre valorizou a sustentabilidade. O jeans e o crochê foram os protagonistas da cartela de materiais, enquanto nas cores, o denim foi contrastado com tons alaranjados e beges. Entre as silhuetas, a feminilidade, vista nos croppeds e jeans de cintura alta, dividiu espaço com peças amplas e desconstruídas, nas quais o uso de transparências trouxe mais ousadia e sensualidade.

Ronaldo Silvestre

A feminilidade retrô e a esportividade foram cruzadas na coleção da Chocker. Aqui, as cores neutras e delicadas surgiram contrapostas ao preto, assim como golas com babados e tecidos leves dividiram espaço com camisetas listradas, que remetiam aos uniformes de baseball, e jaquetas bomber com ribanas estampadas nos acabamentos. Repare ainda nos acessórios, que evidenciaram os bonés com abas mais retas.

Chocker

Já na Anne est Folle, a estamparia foi o destaque. Trazendo uma coleção repleta de prints exclusivos, os looks sólidos foram poucos, e o mix entre padronagens chamou a atenção. Quanto as formas, a fluidez e as silhuetas alongadas apareceram em vestidos, casacos e suéteres. Repare ainda nas parkas em materiais com superfícies vinílicas, que pontuaram diversas produções ao longo do desfile.

Anne est Folle

Encerrando a noite, a estilista Letícia Manzan desfilou suas propostas para moda festa do inverno 2018. Na coleção, elementos muito femininos, como os espartilhos, os bordados e as transparências das rendas, surgiram ao lado de peças mais despojadas, como os moletons amplos e volumosos, compondo vestidos nos mais variados comprimentos. Nos pés, os calçados robustos complementavam esse contraste visto nas roupas.

Manzan


Imagens: Agência Fotosite.

Copyright © 2017 UseFashion. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirSalões de ModaDesfiles