O Intertextile, na China, não fará mais escala em Pequim

De agora em diante a Messe Frankfurt só vai apostar em Xangai. A gigante alemã dos salões (Heimtextil, Intertextile, Texworld…) implantou há anos o Intertextile no Império do Meio. No entanto, a edição em questão se tornou uma das maiores no mundo, alternando-se entre Xangai e Pequim. A primeira cidade em outubro e a segunda na edição de março.
Xangai quer se tornar uma plataforma do business moda para o mercado doméstico.

A partir de agora, todas as edições chinesas do salão ocorrerão exclusivamente em Xangai. A Messe Frankfurt segue assim o Première Vision, que havia abandonado em 2013 a capital chinesa.

No início, em Pequim, a Messe Frankfurt queria alcançar uma visitação do norte da região. "Nesse ínterim, as infraestruturas e, principalmente, o número de voos domésticos evoluíram muito bem. Em Xangai, nós também temos a possibilidade de desenvolver a edição, ao passo que em Pequim estamos no antigo parque de exposições, que se tornou muito pequeno", comenta Olaf Schmidt, vice-presidente da Messe Frankfurt.

"No mundo, Xangai é considerada a cidade da China mais na moda", acrescenta Michael Scherpe, presidente da Messe Frankfurt France. Os dois managers também falam de uma decisão motivada também pelos seus parceiros, que são o Conselho da Indústria Têxtil, o CCPIT (China Council for the Promotion of International Trade) e o China Textile Information Centre.

O salão Intertextile abriu suas portas na última segunda-feira, 21 de outubro, com um novo recorde de expositores, cerca de 3700 empresas.

Foto: Divulgação

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

TêxtilSalões de Moda