Moda: três criadores a serem seguidos esta temporada

O jogo das cadeiras musicais mudou totalmente o rosto do mundo da moda em 2015 e 2016, oferecendo novas perspectivas às Maisons envolvidas. Sob os holofotes: Maria Grazia Chiuri, Anthony Vaccarello e Bouchra Jarrar.

Maria Grazia Chiuri - ©AFP / Miguel Medina

Maria Grazia Chiuri
Recentemente nomeada para a direção artística das coleções femininas da Maison Dior, a estilista italiana apresentará sua primeira coleção para a marca de luxo a 30 de setembro próximo. O suficiente para encher a primeira fila e suscitar a curiosidades de viciados em moda. Especialmente uma vez que é a primeira mulher a chegar ao posto de diretora de criação na história da Dior.
 
Maria Grazia Chiuri, que trabalhava até então de mãos dadas com Pierpaolo Piccioli para a Maison Valentino, foi oficialmente nomeada na Dior a 8 de julho. Ela sucede a Raf Simons, que deixou a Casa de Moda Francesa em outubro passado e integrou desde então a Calvin Klein.
 
Durante o próximo desfile da Maison Dior, uma atenção particular deve ser dada aos acessórios, dos quais a estilista italiana gosta particularmente.
 
Anthony Vaccarello
O estilista belga incarna o renascimento da Maison Saint Laurent Paris, depois da saída do seu diretor artístico Hedi Slimane em abril passado. É um desafio de envergadura com o qual se depara Anthony Vaccarello, que significou tanto para Hedi Slimane no reposicionamento da marca francesa. O primeiro desfile do estilista para a Maison de luxo estará também no centro de todas as atenções, com - provavelmente - uma nova imagem na manga. Ao estilo rock e um pouco sombrio de Hedi Slimane, deve suceder uma silhueta mais apurada, sensual e bem feminina.
 
Se o calendário da Fashion Week parisiense ainda não foi fechado, aliás, pode ser que a Saint Laurent esteja mexendo com sua agenda, com um desfile programado para o primeiro dia, oportunidade de colocar todos os holofotes em seu novo diretor artístico.
 
Bouchra Jarrar
Última grande Maison de costura a ter de mudar de direção artística: a Maison Lanvin recorreu a Bouchra Jarrar para assumir os comandos das coleções femininas, em substituição a Alber Elbaz. A quadragenária, que colaborou com grandes Maisons como Christian Lacroix e Balenciaga, estará, portanto, sob os holofotes a partir dos próximos desfiles, com uma primeira coleção para a Lanvin muito aguardada pela profissão e pelo público.

Traduzido por Anderson Alexandre Da Silva

Copyright © 2018 AFP-Relaxnews. All rights reserved.

Moda - Pronto-a-vestirCriação