Mercado de beleza cresceu 42,5% na América Latina

Segundo um estudo realizado pela empresa de pesquisa, Euromonitor, o mercado de beleza cresceu 42,5% nos últimos cinco anos na América Latina. O faturamento regional em beleza e cosméticos deve crescer pelo menos 18,4% até 2022 e atingir 77 bilhões de dólares ao ano.


Fedco

No relatório detalhado, a Euromonitor destaca que a categoria de beleza premium foi a que mais cresceu, com uma evolução de 69% entre 2012 e 2017, e uma projeção de crescimento de 22,2% até 2022. As fragrâncias são a sub categoria com os melhores índices, atingindo aumento de vendas de 61,3% nos últimos 5 anos, enquanto a maquiagem só cresceu 42,9% no mesmo período.

O Brasil continua liderando o top 5 da região, com vendas de 32 129 milhões de dólares por ano em beleza. Na área de gastos per capita, o Chile lidera a tabela com um gasto anual de 182 dólares, seguido por Uruguai e Brasil, com 170 e 153 dólares por ano, respectivamente. México, Colômbia, Peru, Equador e Paraguai tiveram gastos anuais per capita com beleza abaixo de 90 dólares, ou seja, 50% a menos que o Chile.

O crescimento do mercado de beleza na América Latina ocorreu graças à entrada de novos concorrentes, como as cadeias Cromantic, Blush Bar e Blind na Colômbia, além de de marcas como Mac Cosmetics, Bobbi Braun, Benefit, Urban Decay e Chanel na Bolívia, Colômbia, Peru e Panamá.

O aumento da demanda também foi observado com o aumento do faturamento de marcas já existentes, como Belcorp, Yanbal, L'Oréal e Mary Kay, para citar algumas.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

PerfumesCosméticaNegócios