Marcas estão impulsionando suas fragrâncias com lojas pop-up

Aeroporto internacional Heathrow de Londres, terminal 2. É aqui, no coração do aeroporto mais visitado da Europa, onde Yves Saint Laurent instalou uma loja pop-up de 20 metros quadrados, inteiramente dedicada a três produtos: as fragrâncias Black Opium e Y, e sua linha de batons líquidos Tatouage Couture.


Loja pop-up da YSL no aeroporto de Londres

Tutoriais virtuais e o uso da realidade aumentada fazem parte do foco na experiência do cliente. Este conceito tornou-se uma peça fundamental para os grandes nomes dos cosméticos, que não hesitam em oferecer seus produtos, novos ou favoritos, em espaços independentes e temporários, libertando-se da mecânica da distribuição seletiva e sua oferta abundante. Por outro lado, as vendas no canal físico não estão passando pelo seu melhor momento.

Em novembro e dezembro, a marca Bulgari (LVMH) também optou por abrir uma loja temporária para seus perfumes em um aeroporto, neste caso em Paris, no Terminal 2E de Roissy Charles-de-Gaulle.

As marcas também escolheram lugares de grande afluência no meio de grandes capitais. Por exemplo, até 27 de janeiro, o grupo L’Oréal, que detém a Yves Saint Laurent Beauté, abriu uma loja de quase 200 metros quadrados dedicada ao perfume La Vie Est Belle, lançado em 2012 e best-seller da Lancôme. Um vidro desta fragrância é vendido a cada cinco segundos em todo o mundo. O espaço, na capital francesa, propõe uma rota olfativa ou a possibilidade de personalizar os frascos do La Vie est Belle.



Loja pop-up do perfume La Vie est Belle - DR

Em outubro passado, a Tiffany & Co. também dedicou uma loja pop-up à sua nova fragrância. Em um espaço localizado no bairro parisiense de Marais, ela ofereceu aos visitantes uma imersão no mundo do perfume Tiffany & Co. através de uma oficina interativa. Esta mesma iniciativa foi realizada pela Dior em 2016, na Rue Saint-Honoré, com uma loja temporária exclusivamente dedicada às suas fragrâncias da La Collection Privée Christian Dior.

Mas, na França, não são apenas as fragrâncias que impulsionam as vendas da indústria da beleza e que são merecedoras de lojas pop-up. As marcas de cosméticos que já desfrutam de alta difusão, como a Nuxe recentemente, ou a Dove desde 2016, experimentaram lojas pop-up para propor novas experiências aos seus clientes.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

PerfumesCosméticaDistribuição
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER