LVMH espera aumentar as vendas de relógios em até dois dígitos no segundo semestre

O presidente da divisão de relógios da LVMH informou na quinta-feira (10) que as vendas das marcas de relógios do grupo LVMH podem manter seu crescimento de dois dígitos no segundo semestre de 2017, apesar das comparações duras com o ano anterior.


Tag Heuer connected watch - LVMH Group

As vendas de relógios e jóias da maior empresa de luxo do mundo, a LVMH, aumentaram 13% no primeiro semestre, superando as vendas de suas rivais suíças, Swatch Group e Richemont.

"Esperamos poder manter esse ritmo de crescimento, mesmo se os comparáveis forem menos favoráveis ​​no segundo semestre", disse Jean-Claude Biver, responsável pelas marcas TAG Heuer, Hublot e Zenith da LVMH, em uma declaração enviada por e-mail para a Reuters.

No mês passado, o grupo Swatch deu uma perspectiva similarmente positiva para o segundo semestre.

Jean-Claude Biver disse que o relógio "connected" de segunda geração da TAG Heuer, lançado em março, se tornou o modelo mais vendido da marca até o final de julho. O relógio permite que os usuários troquem de smartwatch para o relógio mecânico tradicional.

Ele também disse ao jornal suíço Handelszeitung que a TAG Heuer está trabalhando em um smartwatch que pode se conectar a redes móveis de alta velocidade sem precisar de um smartphone vinculado.

Os comentários de Biver vieram alguns dias depois da Apple Inc. noticiar que planeja lançar no final deste ano uma versão do seu smartwatch com um modem LTE (Long Term Evolution) para se conectar a redes de alta velocidade.

"Ainda precisamos resolver alguns problemas técnicos e acertar acordos com as diferentes operadoras nos países onde gostaríamos de vender este relógio LTE", disse Biver, sem dar mais detalhes.

Traduzido por Novello Dariella

copyright_reutersapi

RelojoariaLuxo - DiversosNegócios