L'Occitane International: vendas são impulsionadas pela China

No ano fiscal de 2017/2018, encerrado em 31 de março, o grupo L'Occitane International (L'Occitane en Provence, Melvita, Erborian ...) registrou um faturamento não consolidado de 1,31 bilhão de euros, uma queda de 0,3% em relação ao ano passado. Esta queda é explicada, em parte, por taxas de câmbio desfavoráveis, uma vez que à taxas de câmbio constantes, as vendas aumentaram 4,6%. A França registrou vendas de 102 milhões de euros, ou 7,7% das vendas totais do Grupo, um aumento de 1,7%.


Loja L'Occitane em Provence e Pierre Hermé nos Champs-Elysées, em Paris

Com um aumento de 20,5% no volume de negócios em moeda local, para 159,1 milhões de euros, a China registrou o maior crescimento, seguida pelo Brasil, com crescimento de 11,3%, para 60,2 milhões de euros, e pelos Estados Unidos (+ 8,8%, para 172,1 milhões de euros), apoiados pela aquisição da LimeLife.

O Japão continua sendo o maior mercado do grupo L'Occitane en Provence, com aumento de 0,1% no volume de negócios para 218,9 milhões de euros.

No período em questão, as vendas online do grupo, que foram geradas em suas lojas virtuais, reformuladas em setembro de 2017, e em marketplaces, cresceram 19,2%, representando 13,7% das vendas sell-out totais da L'Occitane International. Ao longo do ano fiscal, o grupo realizou 41 aberturas líquidas de lojas e, em 31 de março de 2018, somava 1.555 lojas, sendo 82 na França.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

BelezaNegócios