Instagram vai permitir que os usuários façam o download de seus dados

O Instagram, que pertence ao Facebook, permitirá, em breve, que seus usuários façam o download de todo o conteúdo publicado na plataforma de compartilhamento de fotos, disse um porta-voz da empresa na quarta-feira (11).


archiv

O anúncio acontece em meio às preocupações globais sobre a privacidade das informações dos usuários nas plataformas de mídias sociais, e à quantidade de dados de usuários que é mantida pelas empresas.

Embora o Facebook permita que seus usuários baixem suas fotos, mensagens, anúncios clicados e um registro de todas as suas atividades na plataforma de rede social desde pelo menos 2010, o Instagram não tinha até então esse recurso.

"Estamos criando uma nova ferramenta de portabilidade de dados", disse um porta-voz do Instagram por e-mail. "A ferramenta permitirá que os usuários façam o download de dados, incluindo fotos, vídeos e mensagens", acrescentou.

Se a ferramenta for lançada antes de 25 de maio, ela ajudará o Instagram a cumprir as novas leis de privacidade da Europa, que exige a portabilidade de dados, informou o site de notícias tecnológicas TechCrunch, que divulgou a notícia em primeira mão na quarta-feira.

O Instagram, que conta com cerca de 800 milhões de usuários no mundo todo, não informou a data de lançamento da nova ferramenta. 

Separadamente, na quarta-feira, o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, foi interrogado por legisladores dos Estados Unidos sobre a privacidade de dados, após revelações feitas no mês passado de que milhões de dados pessoais de usuários do Facebook foram vazados da plataforma pela Cambridge Analytica, uma consultoria política.

Traduzido por Novello Dariella

© Thomson Reuters 2018 Todos os direitos reservados.

Na mídia