Inditex fatura 18% a mais no primeiro trimestre

O grupo Inditex, que detém cadeias como Zara e Massimo Dutti, teve um lucro líquido de 654 milhões de euros no seu primeiro trimestre fiscal (de fevereiro a abril), 18% a mais que o resultado do mesmo período no ano passado, enquanto nas vendas, o grupo recuperou 14% e totalizou 5.569 milhões de euros.


Zara - Archiv


Nas contas apresentadas à Comissão Nacional do Mercado de Valores (CNMV), a Inditex informou que nesta temporada de outono (no hemisfério norte), a Zara terá vendas online na Índia. Até agora, a cadeia principal do grupo já abriu lojas online em Singapura, Malásia, Tailândia e Vietnã.

Quanto às lojas físicas, o maior grupo de distribuição têxtil do mundo, teve aberturas em 30 mercados que, em 30 de abril, totalizou 7,385 estabelecimentos em 93 países.

“A Inditex continua a expansão global de seu modelo integrado de lojas e vendas online. O grupo teve um forte desempenho operacional", informou a empresa em um comunicado, que destacou que nos últimos doze meses gerou 10.668 empregos, 2.242 deles na Espanha.

A margem bruta foi de 3.240 milhões, 14% a mais que o ano anterior, representando 58,2% das vendas, taxa mais elevada, por um décimo, que um ano antes.

As despesas operacionais foram mantidas sob estrito controle e aumentaram 13%, principalmente devido aos novos espaços comerciais abertos durante o período, incluindo todos os custos de lançamento de novas lojas físicas e online.

Antes do primeiro semestre, a empresa presidida por Pablo Isla disse que as vendas da loja pela Internet e em taxas de câmbio constantes aumentou 12% no período de 1 fevereiro a 3 junho de 2017.

Além disso, a Assembleia Geral Anual de Accionistas do grupo será realizada em 18 de julho e deve aprovar o pagamento de um dividendo de 0,68 euros por ação, equivalente a 2.117 milhões de euros, dos quais 0,34 euros foram pagos em 2 de Maio e os 0,34 euros restantes serão pagos em 2 de novembro como um dividendo ordinário complementar e extraordinário.

Traduzido por Novello Dariella

© Thomson Reuters 2017 Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirNegócios