Harvey Nichols associa-se à Farfetch para impulsionar e-commerce

A cadeia britânica de grandes armazéns de gama alta Harvey Nichols vai associar-se à varejista online de moda Farfetch para distribuir roupa e acessórios através da sua plataforma com objetivo de impulsionar as vendas online, anunciaram as duas empresas na segunda-feira.


Reuters

A Farfetch, que está considerando uma entrada no mercado de ações dos Estados Unidos no final deste ano, já estabeleceu várias novas parcerias com marcas de luxo nos últimos meses, incluindo um acordo que deu aos seus clientes acesso a todo o inventário da Burberry.
 
A plataforma também está colaborando com marcas de moda para elaborar tecnologias utilizáveis nas suas lojas físicas. Este acordo assinala a sua primeira associação com um grande armazém, embora a Farfetch já trabalhe com uma rede de 800 lojas e marcas em todo o mundo.

Fundada em 1831, a Harvey Nichols vende produtos de luxo, de cosméticos a marcas de moda, passando por alimentos e vinhos. Embora seja conhecida principalmente pela sua flagship em tijolos vermelhos em Londres, no elegante distrito comercial de Knightsbrige, a cadeia tem várias lojas no Reino Unido e sete pontos de venda internacionais, nomeadamente em Riade e Ancara.

A cadeia de grandes armazéns lançou-se no comércio eletrônico em 2010, e, atualmente, cerca de 10% das suas vendas são feitas online. Com o acordo com a Farfetch, a Harvey Nichols pretende chegar a mais clientes online, disponibilizando uma série de produtos através da plataforma.

As duas empresas também anunciaram através de um comunicado que irão "explorar iniciativas de varejo e tecnologia adicionais" no Reino Unido.
 
Com sede em Londres, a Farfetch está trabalhando, por exemplo, com a marca de moda francesa Chanel numa tecnologia que dará aos clientes das lojas físicas formas de sinalizar as suas preferências ou tamanhos através de um aplicativo, ou de conversar online com assistentes de loja.

Ao contrário de alguns varejistas online, a Farfetch não faz estoque de inventário, optando por colocar os seus clientes em contato com artigos vendidos diretamente pelas lojas ou marcas.

Traduzido por Estela Ataíde

© Thomson Reuters 2018 All rights reserved.

Moda - Pronto-a-vestirLuxo - Pronto-a-vestirDistribuição
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER