Fundo apoiado pelo estado italiano prepara-se para comprar participação na Missoni

O fundo de investimento Fondo Strategico Italiano (FSI), apoiado pelo estado italiano, aceitou comprar 41,2% da marca de moda italiana Missoni, deixando o controle da restante participação nas mãos da família fundadora. Michele Norsa, executivo-chefe de longa data do grupo de bens de luxo rival Salvatore Ferragamo, que ingressou no FSI no ano passado, será nomeado vice-presidente da marca.


Photo: Missoni

O investimento irá realizar-se sobretudo através de um aumento de capital, sem alavancagem financeira na Missoni, foi revelado num comunicado conjunto.

A marca, famosa pelos seus padrões em zig-zag, foi fundada em 1953 como um negócio de malhas pelo casal Ottavio e Rosita Missoni, na pequena cidade de Gallarate, no norte de Itália, uma área famosa no país pela produção de têxteis de elevada qualidade.

Angela, filha do casal, tem estado no comando criativo da empresa ao longo das últimas duas décadas.

O FSI é controlado pelo credor estatal italiano Cassa Depositi e Prestiti, que por sua vez é detido maioritariamente pelo Tesouro.

Traduzido por Estela Ataíde

© Thomson Reuters 2018 All rights reserved.

Moda - Pronto-a-vestirNegócios
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER