Foundation 500: H&M questiona como uma CEO deve se parecer

Inspirada na famosa lista da revista Fortune, que cita as 500 empresas mais influentes do mundo dos negócios, a H&M Foundation resolveu criar sua própria listagem. Chamada Foundation 500, a relação conta a história de empresárias mulheres que administram start-ups em países de extrema pobreza. A iniciativa busca desmistificar a forma como imaginamos um CEO, mostrando que os estereótipos criados têm exceções.

Diana Amini, gerente global da H&M Foundation, posa com retrato de empresária da Costa do Marfim

Segundo Diana Amini, gerente global da H&M Foundation, as mulheres vêm apostando cada vez mais no empreendedorismo, entretanto, ela acredita que é difícil optar por uma carreira pouco difundida. A última vez em que uma mulher foi capa da revista Fortune foi em outubro de 2014, e elas dificilmente aparecem com destaque em outras revistas de negócios. Para Amini, a Foundation 500 surge para redefinir a imagem que criamos quando pensamos em um líder do universo business.

Pensando nisso, a H&M reuniu na lista algumas mulheres empreendedoras vindas de países em que a miséria é uma triste realidade e que estão alcançando o sucesso com suas start-ups. Entre elas, Philomène Tia, da Costa do Marfim, que fundou a primeira companhia de ônibus do leste do país, a cingalesa Karunakuran Kirupaliny, que produz saris e está construindo uma marca baseada na qualidade, Rocío del Pilar Ochoa García, peruana co-fundadora da associação El Bosque de Acopalca, e Husriana, da Indonésia, CEO de uma empresa que encara o desafio de produzir almôndegas de forma saudável.

1 - Philomène Tia, da Costa do Marfim, CEO da Maindeba Transport | 2 - Karunakuran Kirupaliny, do Sri Lanka, fundadora da Kirupaliny Saris | 3 - Rocío del Pilar Ochoa García, do Peru, co-fundadora do El Bosque de Acopalca | 4 - Husriana, da Indonésia, CEO da Uncle Ping Meatballs - A lista completa e a história de algumas das empresas pode ser conferida no site foundation500.com.

Além de compartilhar as histórias dessas empreendedoras, a H&M Foundation pretende distribuir em torno de 12 milhões de euros entre as mais de 200 mil mulheres que planejam abrir o próprio negócio, assim como oferecer formação para que as mesmas expandam seus conhecimentos e atividades.
 

Copyright © 2018 UseFashion. Todos os direitos reservados.

Personalidades
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER