Fashion Week de Londres: desfile misto e engajado de Vivienne Westwood

Homens e mulheres no mesmo tablado: Vivienne Westwood propôs na segunda-feira na Fashion Week masculina de Londres um desfile misto, uma abordagem que agrada cada vez mais os criadores em busca de novas fórmulas e de benefícios econômicos.

Vivienne Westwood - Outono-Inverno 2018 - Menswear - Londres - © PixelFormula

Foi no elegante interior do Seymour Leisure Center, no bairro de Marylebone, que a emblemática estilista britânica de 75 anos revelou a sua nova coleção para a temporada outono-inverno 2018.
 
Um desfile engajado, como sempre ocorre com esta militante ecologista e contra a austeridade, mas que apresentava também a particularidade de misturar as linhas masculinas (Man), habitualmente exibidas em Milão, e femininas (Red Label). Como um retorno às fontes para aquela cujos primeiros desfiles "sempre contavam com homens e mulheres".

Vivienne Westwood - Outono-Inverno 2018 - Menswear - Londres - © PixelFormula

Vivienne Westwood não tem nada de caso único: mais de uma dezena de marcas apresentaram ao mesmo tempo as suas coleções masculina e feminina durante os quatro dias de Fashion Week de Londres, prova de que se ela não tem o brilho de Paris, Milão ou Nova York, a cena londrina não deixa de cultivar a sua reputação vanguardista.
 
No setor, esta mistura de gêneros é definida pelo termo "co-ed", tirado do nome inglês das escolas mistas ("coeducacional").

Traduzido por Anderson Alexandre Da Silva

Copyright © AFP. Todos os direitos reservados. A Reedição ou a retransmissão dos conteúdos desta página está expressamente proibida sem a aprovação escrita da AFP.

Luxo - Pronto-a-vestirLuxo - AcessóriosLuxo - CalçadosDesfiles