Esprit nomeia ex da Inditex como CEO e ações sobem

O grupo de moda Esprit Holdings Ltd nomeou como seu novo CEO um executivo da rival Inditex, elevando suas ações em 18% apenas dois meses após as demissões dos então presidente e CEO, que fez desvalorizar em 1/3 o seu valor de mercado.


Foto: Pixel Formula

O grupo da moda focado na Europa está no meio de uma reestruturação equivalente a HK$ 18 bi (US$ 2,3 bi) e que deverá ser concluída em 2015,segundo José Manuel Martínez Gutiérrez, enquanto não assume efetivamente o cargo de Presidente-Executivo, até o final de setembro.

Martínez até recentemente era o diretor do grupo de distribuição e operações da Inditex Espanha, a maior rede varejista de moda do mundo e proprietária de várias marcas, incluindo Zara e Massimo Dutti. E era desconhecido quando deixou o cargo.

"A nova nomeação dá aos investidores novas esperanças. Com um novo chefe, em especial de um outro nome de marca forte, os investidores estão apostando em uma história de reviravolta", afirmou Alfred Chan, executivo da Cheer Pearl Investiment.

A notícia vem apenas dois meses após o presidente da Esprit Hans Joachim Korber e diretor executivo Ronald van der Vis, renunciaram em dias sucessivos, alimentando as preocupações sobre a estabilidade de gestão e o futuro dos custos da reviravolta na companhia.

As ações da Esprit, outrora conhecidas como " the bluest de blue chips em Hong Kong" (a melhor entre as melhores ações de H.Kong), saltou 18% após a notícia da nomeação e bateu seu nível mais elevado desde antes as demissões em junho, alcançando 0,2% em ganho percentual no Hang Seng Index.

O demissionário diretor executivo Ronald van der Vis afirmou, em junho, que sua família era a única razão por detrás da sua demissão e, que seria fundamental seguir em frente com o plano de recuperação da empresa.

Esprit, que tem um valor de mercado de US $1,70 bilhões, gera cerca de 80% de suas vendas na Europa, onde está em queda de braços com a demanda devido à crise da zona do euro.

A remodelação da gestão converteu a incerteza sobre a capacidade da empresa para executar seu plano de recuperação e revitalizar a marca que a Esprit admitiu no ano passado ter 'perdido sua alma'.

© Thomson Reuters 2017 Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirNomeações