E-commerces de moda de luxo aproveitam “morte” de varejistas e crescem com tecnologia

Enquanto a “morte do varejo” nas lojas físicas é anunciada em grandes redes na moda, especialistas no setor têm investido para abrir suas marcas próprias em e-commerces, especialmente no mercado de luxo.

Foto: Shutterstock

As apostas são altas. As vendas de luxo online subiram 24% em 2017, de acordo com um estudo recente da empresa de consultoria Bain & Co., com os autores estimando que as vendas on-line de bens de luxo pessoais representarão 25% do mercado até 2025, segundo dados divulgados pelo jornal The New York Times.

“O que é tão emocionante sobre a quantidade de dinheiro que arrecadamos é que nos provamos e nosso modelo em escala global. As vendas de um ano para o outro estão crescendo a uma taxa exponencial “, disse o executiva-chefe da Moda Operandi, Deborah Nicodemus, para o jornal The New York Times.

A Moda Operandi é uma das e-commerces que tem crescido com a queda de vendas de lojas físicas no varejo de moda. Ela foi criada em 2011 pela ex-editora da Vogue Lauren Santo Domingo e da executiva Aslaug Magnusdottir. Esta semana a marca anunciou que faturou US$ 156 milhões em sua última rodada de financiamento.
Essa rodada de investimentos foi liderada pela Apax Partners, a empresa de private equity que comprou uma participação de controle na rival Matchesfashion.com em setembro.

O segredo dessas ecommerces é aliar tecnologia com luxo. A Moda Operandi , por exemplo, foi pioneira no “pré-tailer”, serviço em que o cliente pode pré-ordenar looks imediatamente após a exibição nas passarelas.

Já a Yoox Net-a-Porter tem o serviço ““You Try, We Wait” (Você experimenta, nós esperamos): um serviço de entrega premium no qual o cliente experimenta e tem consultoria de compras em casa.

A Yoox Net-a-Porter, o maior e-tailer de luxo em volume de vendas é dona da Net-a-Porter e-tailers, Outnet, Mr Porter e Yoox. Ela também opera sites  de comércio eletrônico para mais de 30 marcas de luxo, incluindo Stella McCartney, Dolce & Gabbana e Chloé.

A Farfetch, o outro grande nome, é um mercado online para 500 boutiques de luxo independentes e 200 marcas, bem como o proprietário da loja Browns, em Londres. Ela tem o serviço “store-to-door”, com delivery em 90 minutos da marca Gucci em 10 cidades em todo o mundo.

Fonte: Novarejo

 

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirInovações
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER