Designers Apartment celebra seis anos de apoio à criação jovem

O Designers Apartment deu início a um novo capítulo, fortalecendo o seu apoio aos jovens criadores. O showroom-incubadora liderado pela Fédération de la Haute Couture et de la Mode (FHCM) (federação francesa da alta costura e da moda), com o apoio do Défi (Comité de Développement et de Promotion de l’Habillement - Comité de Desenvolvimento e Promoção do Vestuário), alcançou um balanço positivo com as 13 marcas selecionadas nesta temporada, tendo atraído diversos jornalistas e compradores internacionais durante a semana da moda de Paris, no Palais de Tokyo, para onde se mudou esta temporada.


O showroom Designers Apartment apresentou cerca de quarenta designers desde 2012 - Vanni Bassetti

Com o Designers Apartment, lançado em 2012, ebtrando no seu sétimo ano com 12 edições e cerca de quarenta designers no contador, esta mudança de endereço assinala uma nova etapa, como sublinha a Fédération de la Haute Couture et de la Mode, que investe 600 mil euros por ano neste projeto dedicado à criação jovem francesa e multiplica as iniciativas graças aos seus parceiros. Por exemplo, no próximo verão, a La Redoute vai comercializar uma coleção cápsula batizada Designers Apartment.
 
"Muitas vezes visto como um showroom um pouco à parte, o Designers Apartment ganhou visibilidade com a sua transferência para o Palais de Tokyo, que funciona como sede da Fashion Week ao acolher a imprensa e diversos desfiles. Essa mudança também dá destaque ao vínculo perpétuo entre a criatividade jovem e o nosso calendário de desfiles ", disse um porta-voz da Federação.

Koché, Y/Project, Avoc, Victoria/Tomas, Each x Other são alguns dos nomes que passaram pelo Designers Apartment antes de chegarem à passarela parisiense, tal como Wanda Nylon ou Christine Phung. Pelo contrário, Nïuku, que desfilou durante a semana masculina em janeiro, entrou no showroom nesta temporada, enquanto Hyun Mi Nielsen, que desfila durante a semana de alta costura, figurou com outras quatro marcas no espaço "Passerelle”, criado há algumas temporadas para permitir que talentos emergentes apresentem uma silhueta icônica no showroom.

"Esta nova localização na sede da Fashion Week permitiu a criação grandes sinergias ao realçar o lado de incubadora do Designers Apartment", comentou a responsável do projeto, Patricia Lerat (PLC consulting). Vimos, por exemplo, no local, o famoso designer japonês Kenzo Takada demorar-se junto da coleção do seu jovem compatriota Kenta Matshushige, grande prêmio do Festival de Hyères em 2014 e presente no showroom há algumas temporadas.
 
"Depois de passarmos cinco anos no Atelier Richelieu, pensávamos que iríamos perder mais visitantes. No final, vieram 180 compradores, contra um pouco mais de 200 em temporadas anteriores, que foram compensados por uma presença mais significativa da imprensa ", diz a ex-diretora do salão Première Classe.


A nova disposição do Designers Apartment no Palais de Tokyo - Vanni Bassetti

"O nosso alvo são os principais compradores, que são os mais difíceis de se deslocarem. Especialmente no final da temporada, quando o seu orçamento já está fechado. Trata-se verdadeiramente de um grande esforço, porque o mercado continua a muito complicado e agora existe uma competição entre os emergentes e as jovens marcas mais estabelecidas. Atualmente é muito difícil para um criador lançar-se", diz a responsável.
 
Além de histórias de sucesso como as da Y / Project e da Avoc, que venceram o grande prêmio e o prêmio de marca criativa do Andam 2017, há também casos menos felizes, com marcas que, tendo passado pelo Designers Apartment, tiveram que fechar devido a problemas de fluxo de caixa, apesar do reconhecimento e do desenvolvimento comercial...

Felizmente, as ajudas multiplicaram-se ao longo dos anos e tornaram-se duradouras, uma vez que estas marcas precisam de tempo para se afirmarem. Algumas permanecem entre três e cinco temporadas no Designers Apartment. "Os designers selecionados são treinados durante alguns meses antes da Fashion Week. Eu intervenho na coleção, no seu posicionamento em relação ao mercado, no comercial, ajudando-os a visar as lojas internacionais e explicando-lhes como fazer prospecção de compradores", explica Patricia Lerat.

"A maioria é jovem e inexperiente, mais criativa do que comercial. Precisam ser supervisionados. Durante e depois do showroom, coloco-os em contato com compradores e ajudo-os a negociar os contratos com os distribuidores. Este projeto dá-lhes credibilidade e reconhecimento. Isso permite-lhes tanto emergir, como estruturar-se, porque há um verdadeiro acompanhamento." As marcas selecionadas beneficiam, de fato, ao longo do ano, de visibilidade no site da Federação.

Traduzido por Estela Ataíde

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirModa - DiversosLuxo - Pronto-a-vestirLuxo - DiversosCriação
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER