Com retomada do consumo, varejo brasileiro deve crescer 6,5% no próximo ano

Segundo o Estudo “Mercado de Moda no Brasil”, apresentado pelo IEMI - Inteligência de Mercado à ABVTEX (Associação Brasileira de Varejo Têxtil), após o período de crise que levou o consumidor a mudar seu comportamento, gerando retração na produção local, para 2017 espera-se um aumento de 3,5% na produção local e 6,5% no varejo (em peças), devendo gerar uma receita superior a 192 bilhões de reais no ano.


ABVTEX

“Nos próximos cinco anos, estima-se o crescimento acumulado de 16,1% para o mercado de moda no Brasil (média de 3,1% ao ano), podendo gerar novo recorde para a produção local em 2021 (6,68 bilhões de peças)”, diz Marcelo Prado, diretor do IEMI.

A crise afetou o comportamento de compra do consumidor. De acordo com a pesquisa do IEMI, menos consumidores estão dispostos a comprar, com menos peças por compra (-10%), porém, com maior frequência de compra (+8%) e o maior valor gasto por compra (+25%). Cresceu a busca por produtos mais acessíveis, porém, com mais qualidade e design. “O que chama a atenção é a menor procura por produtos básicos, clássicos e sérios (-23%) e a maior busca pelo diferente, jovem e despojado, sexy e romântico (+55%), no período comparado”, aponta Marcelo Prado, diretor do IEMI. Edmundo Lima, diretor executivo da ABVTEX, explica que isso ocorre pois o consumidor quer algo que possa usar em mais ocasiões.
 
As motivações de compra também mudaram. Conforme o estudo, caíram as compras para si mesmo (de 46% para 35%), e as motivadas por uma festa ou evento (de 20% para 16%), mas aumentaram as destinadas à família (+20%) e as motivadas pela substituição de um produto já desgastado (+20%). “Este é um efeito das compras que foram adiadas há algum tempo, para reduzir os gastos, mas agora o consumo se faz necessário”, explica Edmundo Lima.

Em relação ao consumo de moda por poder de compra, o estudo do IEMI revelou que pelo novo Critério Brasil, o grupo B/C, que corresponde a 62% da população, é o principal grupo consumidor, responsável por 70% do consumo de vestuário, seguido pelo grupo D/E.

 

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

ModaIndústria
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER