Carrefour Brasil considera compras e parcerias para expandir

O Carrefour Brasil, um dos maiores varejistas do Brasil, planeja expandir sua rede de lojas de forma agressiva, e para isso está considerando aquisições e parcerias, disseram executivos na segunda-feira (12).

No geral, a empresa planeja abrir 20 lojas em 2018, sendo 10 unidades Carrefour Market e 20 lojas de conveniência Carrefour Express. A companhia também quer converter de cinco a sete hipermercados em lojas atacadistas este ano, e tem potencial para um total de 120 a 140 novas lojas até 2022, disseram os executivos.


Reuters

"Temos o potencial de fazer o nosso trabalho em 80 a 85 cidades", disse Roberto Mussnich, chefe da divisão de atacado do Carrefour Brasil, a investidores e analistas no dia anual de investidores da empresa, em São Paulo.

Os planos de expansão, particularmente no formato atacadista Atacadao, refletem a ambição da empresa em conquistar e consolidar a participação de mercado, já que o mercado de varejo de alimentos do Brasil está em vias de superar uma recessão de um ano na maior economia da América Latina.

A unidade brasileira do Carrefour SA da França, está competindo ferozmente com o GPA, que é uma unidade da empresa francesa Casino Guichard Perrachon SA, que também está se expandindo de forma agressiva.

Em entrevista a jornalistas, os executivos do Carrefour disseram estar abertos a opções de expansão não-orgânica, como a celebração de acordos de franquia ou a aquisição de players regionais de alta qualidade.

"Não temos barreiras... Um modelo de franquias nos supermercados é possível. Estamos abertos a tudo", disse o CEO, Noel Prioux, acrescentando que a empresa "identificou potenciais parcerias”.

Em relação às operações da WalMart Inc. no Brasil, que estão no bloqueio, Prioux disse precisar de mais clareza quanto à estrutura do processo de venda antes do Carrefour Brasil dizer se está interessado em qualquer parte do varejista. Duas fontes com conhecimento sobre o acordo da Walmart disseram que o Carrefour havia sido consultado pela Goldman Sachs mas não estava interessado.

Três fundos de compras, Advent International Corp, GP Investments Ltd e Acon Investments entregaram ofertas não vinculativas. Um dos lançadores de private equity pode dividir as operações da Walmart Inc no Brasil e revendê-las em partes, informou a Reuters.

No dia dos investidores, os executivos também enfatizaram o foco da Carrefour Brasil em expandir seu comércio eletrônico e sua pegada digital. O varejista planeja oferecer até o final de 2018 em todos os seus locais no Brasil a opção realizar compras online e retirá-las pessoalmente em uma loja Carrefour, disse Paula Cardoso, diretora da divisão financeira do Carrefour Brasil.

A executiva também disse que o varejista está negociando com 95 vendedores para vender no marketplace online da empresa, que oferecerá aos clientes mais de 120 categorias de produtos.

Traduzido por Novello Dariella

© Thomson Reuters 2018 Todos os direitos reservados.

Moda - DiversosDistribuição
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER