CEO da Prada diz que não pretende vender a marca e que seu filho pode ser o seu sucessor

O CEO da Prada, Patrizio Bertelli, descartou a possibilidade de sua família, que controla o maior grupo de artigos de luxo da Itália, vender sua participação na empresa. O executivo ainda disse que seu filho, Lorenzo, poderá um dia liderar a empresa.


Ver o desfile
Prada - Outono-Inverno 2018 - Moda Feminina - Milão - © PixelFormula

"Lorenzo está se preparando para se tornar um dia, caso ele queira, o chefe da Prada", disse Patrizio Bertelli.

“Não nós estamos vendendo a marca, nunca a venderemos", disse ele em resposta a uma pergunta, acrescentando que preços "realmente loucos" significam que não há aquisições à vista também.
 

Traduzido por Novello Dariella

copyright_reutersapi

Luxo - DiversosNegócios