Artigos de vestuário em Lycra serão reunidos em agregador on-line na primavera de 2019

A marca têxtil Lycra está desenvolvendo um agregador on-line que será lançado em abril de 2019 e irá reunir todas as marcas de vestuário que usam fibras Lycra com links direcionados para os portais de compras de várias marcas parceiras. Em uma época em que feiras como a Première Vision estão criando e-marketplaces, os principais fabricantes de têxteis também estão começando a aproveitar as possibilidades oferecidas pelo comércio eletrônico.


Jeans Frame, desenvolvido pela Lycra e Refinery29 sob o programa de marketing de influenciadores Lycra Insiders - Lycra

O anúncio foi durante o workshop da indústria de meias "Lycra Fiber Moves”, realizado entre os dias 18 e 19 de outubro em Como, na Itália. O novo agregador incluirá apenas produtos em Lycra e aprovados pelas marcas.

"Estamos trabalhando há muito tempo no agregador", explicou Karie Ford, diretora global de marca e comunicação da Lycra. “Atualmente, temos um site acessível ao público, o Lycra.com, além de um site B2B. A ideia é começar combinando os dois, para que o nosso negócio seja entendido de forma mais clara por quem está de fora”, acrescentou.

Haverá duas vantagens para Lycra. Por um lado, o agregador irá destacar para o público e os jovens consumidores a enorme variedade de produtos e marcas que utilizam fibras de Lycra, ao mesmo tempo em que reforça a imagem da marca. Por outro lado, através do agregador, a Lycra será capaz de lidar em primeira mão com a comunicação de sua marca perante o consumidor final, algo que as marcas que usam Lycra nem sempre conseguem administrar da melhor forma.

A Lycra utiliza regularmente vídeos on-line para explicar seus produtos, como a fibra respirável Coolmax

Esse desejo de destacar a marca Lycra coincide com a mudança de mãos da corporação Lycra. A divisão A & AT (Apparel & Advanced Textiles) da Invista, que é proprietária da Lycra, vem passando por um processo de venda para o gigante grupo têxtil chinês Shandong Ruyi há quase um ano. Uma mudança que, por enquanto, ainda aguarda a aprovação das autoridades chinesas.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

TêxtilIndústria
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER