Alta-costura de Paris: entre moda e obras arquiteturais

Relaxnews – A moda arquitetural esteve no cerne dos desfiles alta-costura da primavera 2016 em Paris, na última semana. As estruturas audaciosas e os modelos exagerados dominaram as passarelas parisienses.

Stephane Rolland - Primavera-verão 2016/17 - Alta-costura - Paris - © PixelFormula

O público descobriu muitas criações assimétricas. Curtas na frente, elas revelam longas caudas atrás, para dar um glamour a mais.

Stephane Rolland dominou o exercício como mostra seu vestido vermelho e creme, cujo tronco é associado a uma saia com babados plissados.
 
Na Ralph & Russo, jogou-se com as proporções ornando os vestidos de baile com mangas evasês e mini caudas diáfanas, incrustadas de joias. Guo Pei deslumbrou com uma cauda quadrada aplicada a um vestido justo com quadris esculpidos.

Ralf and Russo - Primavera-verão 2016/17 - Alta-costura - Paris - © PixelFormula

Giambattista Valli imaginou entre outras coisas um vestido com babados de organza, cujas voluminosas formas triangulares lembram uma árvore de Natal rosa. Já Alexis Mabille brincou com as noções de fluidez e de rigidez.
 
Por fim, na Viktor & Rolf, as estruturas cubistas compostas de rostos 3D distorcidos e de babados gigantes atravessaram as fronteiras entre a pintura e a costura.

Copyright © 2017 AFP-Relaxnews. All rights reserved.

Moda - Pronto-a-vestirDesfiles