Adidas vai encerrar lojas para estimular vendas online

A Adidas prevê encerrar várias lojas nos próximos anos como parte de um impulso para vender mais produtos online, explicou o seu CEO ao Financial Times.


Kasper Rorsted - Reuters

Numa entrevista ao Financial Times, Kasper Rorsted disse: "Com o tempo, teremos menos lojas, mas estas serão melhores". O CEO acrescentou que, nos próximos anos, o número de lojas Adidas deverá diminuir ligeiramente. "O nosso site é a nossa loja mais importante em todo o mundo".

A Adidas, que pretende mais do que duplicar as suas vendas online para 4 mil milhões de euros até 2020, face a 1,6 mil milhões no ano passado, tem 2500 lojas em todo o mundo e 13 mil franquias monomarca adicionais, explica o Financial Times.

A Adidas lançou recentemente uma aplicação para smartphones para promover a personalização na sua comunidade online. Até ao momento, está disponível nos Estados Unidos, Reino Unido e Alemanha, devendo chegar a França, Espanha e Canadá este ano.

Em 2017, a Adidas registou um aumento de 16% na sua receita, alcançando os 21,2 mil milhões de euros, enquanto as margens de lucro operacionais aumentaram 120 pontos-base, para 9,8%.

No futuro, a Adidas pretende elevar as vendas entre 10 e 12% por ano até 2020 e elevar as margens de lucro operacionais de quase 10% para 11,5%. A empresa tem como objetivo um aumento do lucro líquido entre 22 e 24% por ano até 2020.

Reportagem adicional de Benjamin Fitzgerald

Traduzido por Estela Ataíde

© Thomson Reuters 2018 All rights reserved.

DenimDistribuição
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER